.

.

30 de jul de 2012

Simulação perfeita feita pela National Geografic do último acidente da Companhia Aérea TAM com o Avião Airbus no Aeroporto de Congonhas

Long-EZ é o primeiro avião elétrico a superar 320 km/h



Chip Yates, piloto de teste e CEO da The Flight of the Century, quebrou o recorde mundial de velocidade com um avião elétrico. Na última semana, a aeronave da empresa batizada de Long-EZ (também conhecida como Long-ESA) sobrevoou o aeroporto de Inyokern, na Califórnia (EUA), a 326,05 km/h. Com isso, o modelo se tornou o avião elétrico mais rápido do mundo e o primeiro da sua categoria a superar os 320 km/h. Na descrição do vídeo, que você confere acima, Yates relata que a aeronave teve uma considerável queda de potência no final do trajeto, o que acabou ocasionando um pouso mais brusco.

FanWing: avião com novo sistema de decolagem estará pronto em 2013

FanWing é um avião que chega para revolucionar o modo como conhecemos os veículos aéreos. Em vez de usar turbinas comuns, ele conta com um motor preso ao casco principal, o qual é conectado a grandes pás dentro das asas — como se fossem turbinas em posição invertida. Quando em movimento, as pás empurram o ar para baixo e fazem o veículo decolar.
O design diferenciado e o custo baixo são outros destaques da aeronave. Segundo a notícia do Dvice, o FanWing deve ser simples de pilotar, sendo mais fácil para pousar em casos de emergência. Por ora, o modelo não está disponível para testes tripulados, mas eles devem ser iniciados pela fabricante em janeiro de 2013.
Fonte: Dvice, FanWing

Acidente dramatico com um Thunderbirds F-16


Conheça o avião preparado para a 3ª Guerra Mundial



















Veículo se chama B-52 Stratofortress e consegue carregar 30 mil quilos de armamento

Nas duas guerras mundiais que aconteceram, novos tipos de veículos e armas militares foram apresentados. Para quebrar o costume de usar os conflitos como oportunidade, uma tendência no quesito de armamentos já foi apresentada: o avião B-52 Stratofortress.
O gigante consegue carregar 30 mil quilos de armamento — inclusive bombas nucleares — e pode voar com todo este peso por todo o planeta. Além disso, ele pode operar em diversos tipos de condição, como escuridão extrema, por exemplo.
Só nos resta esperar que não seja necessário usar um avião desses em um futuro próximo — e se tudo correr bem, nem daqui a muito tempo também.

Fonte: The Avionist







 

Pneus de Avião




















Todos os pneus para aviação produzidos pela Goodyear, são rigorosamente testados para cumprir com os altos níveis de qualidade da empresa. Os pneus passam por uma quantidade enorme de testes que asseguram o alto índice de qualidade e desempenho em todas as condições de uso que o pneu poderá passar.
Utilizando tecnologias avançadas em seu processo de manufatura, a Goodyear desenvolveu uma ampla variedade de produtos para
aviação para cobrir qualquer tipo de necessidade. Além disso, com sua extensiva rede de fábricas de recauchutagem, a Goodyear pode propiciar uma vida e um desempenho mais duradouro para os pneus de aviação para grandes aeronaves.

Oferecendo produtos para os mais variados segmentos da aviação (comercial, militar, recreacional), a marca GOODYEAR é a preferida mundialmente por pilotos, gerentes de frotas, técnicos e engenheiros de aviação. Por isso, quando voce escolhe um produto da marca Goodyear, voce pode ter certeza de que está adquirindo um produto de excelente qualidade e desempenho, além do comprometimento de nossa empresa na prestação de serviços que vão muito além da vida útil dos pneus

Solar Impulse




















O avião Solar Impulse voa sem nenhum tipo de combustível. Para conseguir isso, ele tem quatro hélices com oito cavalos de potência. Além disso, o Solar Impulse tem uma estrutura leve e resistente.
Ele foi construído com fibra de carbono, além de 12 mil células solares capazes de transformar a luz solar em energia elétrica. O Solar Impulse tem 64,3 metros de asas, a envergadura de asa de um Airbus 340, a potência de uma lambreta e o peso de um carro família.
Até agora, o avião já conseguiu recordes mundiais por viajar movido pela luz do Sol durante longos períodos, além de recordes de altitude e de durabilidade em um voo que durou 26 horas, 10 minutos e 19 segundos.
Ao todo, os pesquisadores já investiram mais de oito anos de trabalho na construção do Solar Impulse. Mas ele é apenas uma espécie de protótipo do avião que será usado para uma volta ao mundo em 2014, segundo expectativas do projeto

Voos turísticos do RJ tem rotas mudadas por poluição sonora

A medida visa a reduzir o impacto sonoro produzido pelos helicópteros que circundam, durante o voo, os principais pontos turísticos da região





















Rio de Janeiro - O secretário estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, firmou hoje. Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Instituto Chico Mendes (ICMBio) e a empresa de táxi-aéreo Helisul que permite alterações em rotas de voos panorâmicos turísticos pela zona sul carioca.

A medida visa a reduzir o impacto sonoro produzido pelos helicópteros que circundam, durante o voo, os principais pontos turísticos da região, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar. Com o acordo, três rotas serão extintas e seis, alteradas.
Quesitos como altitude, horário e raio de distância entre o helicóptero e o ponto turístico também sofrerão alterações. A partir de agora a altitude para o sobrevoo, que antes era 500 pés (151 metros), passa a ser mil pés (302 metros). O sobrevoo, que era feito em horário livre, terá que ser realizado das 9h até o pôr do sol. O raio de visualização do entorno do Cristo Redentor foi ampliado para 600 metros, o que anteriormente era 100 metros. A rota que circunda o Pão de Açúcar foi extinta.
De acordo com Minc, a expectativa da secretaria é que essas medidas possam diminuir em 60% o impacto sonoro causado pelos helicópteros. "Nós queremos preservar o turismo, o emprego, mas também preservar os tímpanos das pessoas, a saúde auditiva da população". Minc disse que o acordo também vai se estender para outras empresas de táxis-aéreos.
O acordo permite que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão vinculado à Secretaria do Ambiente, faça medições durante dois meses nos bairros de Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico para estudar o percentual de impacto sonoro nessas regiões.
"A gente vai calibrar esse entendimento, que pode ainda sofrer alguns ajustes, mas a base é essa", disse Minc.
O diretor da Helisul, Luiz Carlos Munhoz da Rocha, explicou que a medida implementada no heliporto da Lagoa Rodrigo de Freitas, agradou aos moradores da região. "Nós temos conversado com a população e todo mundo tem comentado da melhora muito grande no nível de ruídos por conta das modificações que estamos estendendo hoje para outros heliportos", disse.


CNJ entrega avião para Secretaria de Segurança de Mato Grosso




















Fonte: Só Notícias com assessoria


Um turbo-hélice modelo Xingu prefixo PT-FHE foi entregue, esta manhã, pelo Conselho Nacional de Justiça para o Tribunal de Justiça de Mato Grosso e poderá ser utilizada de forma conjunta entre os Poderes Executivo e Judiciário, mas fará parte da frota da Secretaria Estadual de Segurança. A solenidade foi em Brasília. A corregedora do CNJ, Eliama Calmon, fez a entrega para o presidente do tribunal de justiça mato-grossense, Rubens Santos, que discursou em nome dos presidentes de tribunais. Foram entregues 14 aeronaves (que foram apreendias há vários meses e estavam sendo usadas por quadrilhas) para uso compartilhado entre os tribunais e as Forças de Segurança Pública.
Rubens elogiou a ministra pela execução do programa e destacou a coragem dela pela iniciativa de entregar essas aeronaves para os Estados. Ele lembrou que essas aeronaves estão sob a custódia da Justiça, superlotando pátios de aeroportos, e mais grave ainda, se deteriorando. "Trata-se, sem dúvida, de uma iniciativa relativamente simples, se avaliada agora, depois de concebida. O simples é sempre assim, só existe e assim é tratado após sua concepção e execução", destacou. "O Brasil precisa de pessoas corajosas, e a ministra é fonte de grande inspiração", acrescentou. Lembrou ainda que o CNJ vem revolucionando o Judiciário brasileiro, tanto pela transformação cultural provocada quanto por medidas como esta.  "Certamente ganhará a sociedade, que precisa de hospitais, de creches, de polícias aparelhadas", salientou.

A aeronave destinada a Mato Grosso é pressurizada (alcança maiores altitudes), e tem capacidade para seis pessoas, além do piloto e copiloto. Em perfeitas condições de uso, a aeronave deve ser entregue em 30 dias. A maioria dos aviões é proveniente de apreensões do tráfico de drogas, e agora vão passar a servir a sociedade. Também foram beneficiados os estados do Acre, Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Rondônia e Tocantins.

Em 27 de outubro do ano passado o Poder Judiciário de Mato Grosso recebeu oficialmente uma aeronave para a utilização no transporte de magistrados e demais atuações. O avião modelo Sêneca II - Bimotor, com capacidade para quatro passageiros, foi doado pela Corregedoria Nacional de Justiça.
O presidente do Tribunal Regional do Trabalho 23ª Região, desembargador Tarcísio Regis Valente, e o secretário estadual de Segurança Pública, Diógenes Curado, também estiveram na solenidade, hoje, em Brasília.

Reforma do aeroporto Jorge Teixeira (Porto Velho) em ritmo acelerado




















Também esquecido, o estacionamento que possui apenas 211 vagas, e que não comporta mais a demanda atual dos usuários do aeroporto, não ganhou nenhuma nova vaga, tornando a disputa por vagas em áreas não permitidas mais acirrada.
A ampliação do aeroporto governador Jorge Teixeira, em obras desde novembro do ano passado, num investimento de quase 8 milhões de reais, chegarão em boa hora. Os atuais 8.540 m², darão lugar a um moderno terminal com 10.790 m², e contemplará espaços mais amplos na área de chec-in, salas de embarque maiores e mais confortáveis, e mais uma esteira na sala de desembarque, que trarão mais conforto aos passageiros, enquanto uma moderna fachada, e mais espaço com novas operações no aeroshopping e na praça de alimentação, tornará o aeroporto de Porto Velho mais confortável também para seus usuários e apto para receber 1,5 milhões de passageiros/ano.
Contudo, as tão esperadas pontes de embarque, (finger no vocabulário da aviação, ou sanfona no popular) existente no aeroporto de Boa Vista-RR que possui apenas três voos por dia e movimentou pouco mais de 341 mil passageiros em 2011, ficarão para uma futura reforma neste que muito em breve terá vinte e cinco operações (decolagens) por dia, e movimentou quase 1 milhão de passageiros no ano passado e possui o mesmo índice pluviométrico anual do outro Estado amazônico caso seja esta a justificativa.
Pro futuro ficarão também as importantes obras de ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves, que é muito restrito e fica ainda mais congestionado no horário da madrugada , principalmente se houver necessidades de atuar como alternativa de pouso ao aeroporto de Manaus-AM ou Rio Branco-AC, quando ocorrem problemas metereológicos nessas cidades, já que o espaço para seis aeronaves fica comprometido com aviões da Trip e da Avianca que ocupam com pernoite as posições remotas (no fundo), e Tam e Gol os três espaços restantes da frente.
Antigos projetos que removem para outra área os terminais de carga da Infraero e da Gol, como também a construção de uma nova torre de controle e o Departamento de Proteção ao Voo na área da Base Aérea de Porto Velho que permitiriam por em prática a ampliação do pátio, continuam guardados a espera de novos recursos. Também esquecido, o estacionamento que possui apenas 211 vagas, e que não comporta mais a demanda atual dos usuários do aeroporto, não ganhou nenhuma nova vaga, tornando a disputa por vagas em áreas não permitidas mais acirrada.
Novo sperintendente anuncia mais investimentos

Uma boa notícia contudo vem do importante setor de segurança, Vicente da Silva Oliveira que assumiu recentemente a superintendencia do aeroporto governador Jorge Teixeira, sendo a primeira vez que a Presidência da Infraero nomeou um servidor de carreira de Porto Velho, informou que a Seção Contra Incêndio, que é o espaço que abriga os caminhões de combate ao fogo, e os equipamentos utilizados pelo corpo de bombeiros que atuam no aeroporto, receberá investimentos de R$ 6 milhões e ganhará uma nova, ampla e moderna área, com novas vias de acesso num prazo de 10 meses.
Fonte: www.rondoniadinamica.com

Aeroporto de Floriano será inaugurado no início de setembro




















O aeroporto Cangapara, no município de Floriano, a 244 quilômetros de Teresina, já possui data para começar a operar em pleno vapor. Segundo o secretário estadual dos Transportes, Avelino Neiva, a inauguração do aeródromo deve acontecer no dia 7 de setembro, às 20h, com o pouso de um avião de grande porte.
A obra encontra-se em estágio final, restando apenas a pavimentação da pista de pouso, bem como alguns acabamentos. “O aeroporto de Floriano será a maior alternativa de pouso e decolagem do Extremo Sul do Piauí, pois sua pista será maior que a do aeroporto de São Raimundo Nonato”, ressalta Avelino Neiva, ao comentar que a execução da obra se deve ao esforço do governador Wilson Martins, que durante os últimos meses tomou as medidas necessárias para viabilizar a entrega do aeroporto.
A obra no aeroporto Cangapara contempla a reforma da pista de pouso e decolagem, construção de uma pista para taxiamento das aeronaves, pátio para estacionamento de aeronaves com capacidade para comportar três aviões de grande porte, cerca de proteção e balizamento noturno, possibilitando que os aviões realizem pousos em qualquer horário do dia.
O aeroporto de Floriano possui uma extensão de 1800 x 30 m². A reforma e ampliação da área custaram aos cofres estaduais um investimento de aproximadamente R$ 7,8 milhões. Além das obras no aeroporto, a Secretaria Estadual dos Transportes (Setrans) também está viabilizando a pavimentação asfáltica da rodovia que liga o trecho da BR-343 e a PI-140, com extensão de aproximadamente 4,2 quilômetros.
A estrada será pavimentada em concreto betuminoso usinado a quente e custará ao Governo do Estado um investimento de aproximadamente R$ 5 milhões. É válido ressaltar que a pavimentação da via será uma forma de facilitar o acesso ao aeroporto Cangapara. Fonte: Ccom
Fonte: www.portalaz.com.br

A Ryanair Garante 500 Bilhetes Dourados A 12€ Por Cada Medalha De Ouro Que Portugal Conquiste Nos Jogos Olímpicos De Londres

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A Ryanair, única companhia aérea ultra lowcost da Europa, anunciou hoje que vai lançar 500 Bilhetes Dourados a 12€ por cada medalha de ouro que Portugal conquiste durante os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres.A Ryanair desejou à comitiva olímpica de Portugal a melhor sorte para os Jogos e encorajou-os a ganhar o maior número de bilhetes de 12€ dourados possível, para viagens em Setembro e Outubro.
Os bilhetes de 12€ dourados Ryanair incluem todas as taxas e encargos para os passageiros que optem por evitar taxas discricionárias, pagando pelos voos mais baratos da Ryanair com o Mastercard Prepaid, viajando unicamente com bagagem de mão ,evitando o nosso serviço de embarque prioritário, fazendo o check-in on-line e voando por 12€ nestes voos olímpicos especiais.

Stephen McNamara, representante da  Ryanair disse:
 
“A Ryanair pede à Comitiva Olímpica Portuguesa para ganhar  o maior número de medalhas de ouro possível, já que estarão disponíveis 500 Bilhetes Dourados a 12€, sem tarifas, por cada medalha que seja conquistada. Estas tarifas especiais olímpicas são para viagens em Setembro e Outubro e estarão disponívéis para reserva no dia posterior a cada medalha de ouro portuguesa conquistada. Estes bilhetes dourados vão com certeza ter uma rápida adesão, por isso recomendamos que os passageiros os reservem em www.ryanair.com antes que eles se esgotem rapidamente. "

Helibras fecha contrato para entrega de helicóptero ao Pará



















A Helibras assinou um contrato com a Secretaria de Segurança Pública do Pará para o fornecimento de um helicóptero AS350 B2 durante o último dia da 12ª Interseg – Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para Segurança Pública, que aconteceu em São Paulo (SP). Esta é a segunda aeronave do modelo operada pelo estado e será destinada a missões de segurança e defesa.

Também no último dia do evento, a empresa firmou parceria para a prestação de serviços de manutenção para as aeronaves da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Os modelos AS350 B da Helibras são utilizados pelo estado desde 1981 nas operações de combate ao incêndio, busca e salvamento.

“Uma equipe externa de técnicos da Helibras estará à disposição para atender as necessidades de manutenção no local em que a aeronave se encontra, sem que o helicóptero precise ir até a oficina. Esta é uma capacitação da nossa empresa que visa garantir maior agilidade nos serviços prestados aos clientes”, explica Mauro Henrique Ayres, gerente de vendas governamentais da Helibras.

Em seu estande, na Interseg, a Helibras também prestou uma homenagem ao Grupamento Aéreo da Polícia Militar de São Paulo pelo destaque obtido pelo Grupo Águia nas operações de resgate e salvamento realizadas com os helicópteros Esquilo.


As informações são"segs".Sempre é citado o link de referência.

EMBRAER em fase de crescimento









A Embraer possui, atualmente, pedidos em carteira de 26 companhias aéreas de todo o mundo. Uma das maiores fabricantes de jatos regionais e executivos do mundo, a empresa brasileira entregou, no segundo trimestre, 35 jatos comerciais e 20 executivos.

Segundo o site de relações com investidores da Embraer, os pedidos em carteira somam quase 200 aeronaves. Um grupo de dez companhias aéreas, porém, pode ser considerado a clientela vip da Embraer, com cerca de 150 pedidos em carteira – ou aproximadamente 75% do total.

Novo modelo da Boeing causa incidente nos EUA


















Detritos de um avião Boeing 787 caíram no  aeroporto internacional de Charleston, na Carolina do Sul, e provocaram um incêndio.

O aeroporto internacional de Charleston, na Carolina do Sul (EUA), esteve encerrado no sábado durante uma hora devido a um incêndio desencadeado pela queda, na pista, de detritos de um avião Boeing 787.

O incidente não causou feridos, mas as autoridades norte-americanas estão a investigar o caso para determinar por que razão caíram detritos de um Boeing 787 Dreamliner, considerado novo.

Candy Eslinger, porta-voz da empresa Boeing, afirmou que o aparelho, o modelo mais recente da Boeing, estava em testes quando o acidente ocorreu.


Aeronaútica retoma investigações sobre acidente com avião em Juiz de Fora MG

video


Ampliação de Viracopos será concluída para Copa de 2014
















A primeira fase de ampliação do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), estará concluída até o início da Copa do Mundo de 2014. A afirmação é do presidente da Triunfo, Carlo Bottarelli, que participou nesta sexta-feira de evento da BM&FBovespa, em São Paulo. "Não temos dúvida de que vamos entregar", afirmou. O consórcio tem 22 meses para concluir as obras.
"Estamos dentro da cronologia. Estamos na fase do projeto básico agora em agosto e a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) tem 30 dias para analisá-lo", afirmou o executivo. "Nós mexemos completamente no projeto, como tínhamos imaginado inicialmente. Descobrimos que havia limitações ambientais e mudamos o novo terminal de passageiros de lugar", acrescentou.Segundo Bottarelli, o novo terminal ficará em uma área que já está parcialmente licenciada, o que deve agilizar a obtenção das licenças ambientais necessárias. "Devemos conseguir a licença ambiental nos próximos dias." Ele ressaltou ainda que o novo local é mais próximo da cabeceira da pista, o que, segundo o executivo, permitirá que as companhias aéreas economizem combustível, pois reduz a movimentação das aeronaves no aeroporto. "Ele ficará perto de onde ocorrem 85% dos pousos e decolagens", afirmou.
As informações são"Diário do Grande ABC via AE".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Alan Alves 


Airbus adia A350 por mais três meses













A Airbus confirmou hoje o adiamento por mais três meses do início das entregas do novo A350, que é o modelo selecionado pela TAP para equipar no futuro a sua frota de longo curso.
Notícias avançadas hoje pela imprensa internacional dizem que este novo adiamento vai custar mais 124 milhões de euros ao fabricante europeu, que já contava com um ano de atraso em relação às previsões iniciais.
As notícias referem que o atraso também reflete a preocupação da Airbus em resolver todos os problemas antes do início da montagem final do novo avião, além de salientar que a rival Boeing teve um atraso de três anos na chegada ao mercado do seu B787 Dreamliner.
A imprensa também salienta que as ações da EADS, holding da Airbus, não sofreram com a notícia deste novo atraso no A350, porque os mercados acionistas estavam entusiasmados com os resultados do primeiro semestre e as perspectivas que foram anunciadas.
A EADS quase duplicou os resultados operacionais nos primeiros seis meses deste ano, para 735 milhões de euros, face a um aumento dos proveitos em 12%, para 13,53 mil milhões.
A empresa indicou ainda que prevê entregar este ano 580 aviões, mais dez do que previa anteriormente, vender entre 600 e 650, aumentar as receitas em 10%, quando antes previa +6%, e atingir um lucro operacional entre 2,5 mil milhões e 2,7 mil milhões de euros.
Um dos problemas que enfrenta é o das fissuras que surgiram nas asas do seu super-jumbo A380, com um preço de catálogo de 390 milhões de dólares, que poderá levar a uma suspensão das entregas no próximo ano.
O CEO da Airbus admitiu que é um “desafio” que se coloca ao fabricante europeu, que poderá levar a uma suspensão “temporária” das entregas, mas preferiu enfatizar que a empresa sabe como resolver o problema e que a solução está em curso.

As informações são"presstur".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Thiago Oliveira Ferraz

Qantas Airways está em conversação com Emirates


















A companhia aérea australiana Qantas anunciou que está em conversações com diversas companhias aéreas, incluindo a Emirates, para potenciais alianças comerciais.

O comunicado da companhia surge na continuação de uma notícia do Australian Financial Review de que a companhia aérea australiana e a companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, que começou a voar entre Dubai e Lisboa no dia 9 de julho, estariam cada vez mais perto de chegarem a um acordo de code-share, noticia a imprensa interernacional.

No comunicado, a companhia refere que “a determinda altura, Qantas pode estar em contato com um largo número de companhias sobre potenciais cooperações comerciais”, e que “estas companhias incluem a Emirates, entre outras”, cita a imprensa internacional.

As informações são"Panrotas".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Samuel Pereira da Silva

Pai da aviação mundial cai no esquecimento




















Há ointenta anos, no dia 23 de julho de 1932, morreu o inventor brasileiro Alberto Santos Dumont. Conhecido no Brasil como o "pai da aviação", seu legado de invenções fez dele uma das grandes personalidades brasileiras do século 20. Santos Dumont criou os primeiros balões dirigíveis, com quais realizou as célebres voltas ao redor da Torre Eiffel. Foi também o primeiro a decolar um protótipo de avião tripulado, impulsionado por um motor a gasolina, sem ajuda do vento ou de rampas de lançamento.

Para além das contribuições aeronáuticas, atribui-se também a Santos Dumont algumas invenções do cotidiano, como a porta de correr em hangares, a adaptação do relógio de bolso para o pulso - que virou moda em Paris - e ainda o chuveiro para banhos quentes e frios, na sua casa em Petrópolis. Mas Santos Dumont não estava preocupado em patentear as suas invenções. A coordenadora do Museu da Casa de Santos Dumont, Marisa Guadalupe Plum, disse à DW Brasil que ele considerava o conhecimento um bem comum da humanidade e esperava que seus projetos melhorassem a vida das pessoas.
Apesar de sua contribuição para a aviação ser inquestionável, há controvérsias sobre o reconhecimento de Dumont como o inventor do avião. Ao contrário dos brasileiros, para a Federação Aeronáutica Internacional e a maior parte do mundo, o crédito do invento é atribuído aos norte-americanos Irmãos Wright. "Sem dúvida Santos Dumont é um dos pioneiros da aeronáutica. Mas, para o avião, os Irmãos Wright são mais importantes", afirma o professor Holger Steinle, administrador da exposição permanente sobre aviação no Museu Técnico Alemão de Berlim.
Oficialmente, os Wright fizeram seu primeiro voo público com um avião tripulado em 1908, mas alegaram que a façanha havia sido feita em dezembro de 1903, nos Estados Unidos, praticamente três anos antes do 14-Bis. A polêmica está baseada na falta de provas testemunhais ou documentos que comprovem a realização desse voo. Há relatos de cinco testemunhas locais que o teriam presenciado. Mas nenhuma delas com certificações ou conhecimentos aeronáuticos para confirmá-lo. Anos depois foi ainda apresentada uma fotografia, supostamente tirada na data do voo.
Santos Dumont foi o primeiro a realizar, de forma oficial, um voo perante uma comissão de especialistas, jornalistas e diversas outras testemunhas, sustenta Guadalupe. Ela afirma que o reconhecimento dos irmãos Wright é uma questão de marketing. "Isso é o poderio dos Estados Unidos, até pela força da própria indústria aeronáutica americana."
No início do século 20, as revoluções tecnológicas fervilhavam por diversos cantos do mundo, o que naturalmente torna difícil a atribuição de méritos diante de tantas pesquisas e protótipos desenvolvidos paralelamente.
O voo do planador motorizado dos Irmãos Wright, com decolagem realizada de uma colina, não caracteriza voo por meios próprios, como no caso do 14-Bis, argumenta ela. Mas Steinle defende que o planador dos Wright se mantinha um bom tempo no ar, era dirigível e manobrável, podendo retornar ao ponto de decolagem. "Esse é o critério geralmente reconhecido para se poder falar em voar", diz.
Do balão ao avião, o sonho realizado por um brasileiro
Nascido em 20 de julho de 1873 na cidade de Palmira, em Minas Gerais - hoje rebatizada em sua homenagem -, Santos Dumont sempre acreditou que o homem poderia voar. Aos 18 anos foi emancipado e recebeu uma fortuna familiar para que pudesse prosseguir seus estudos na França. O brasileiro chegou a Paris em 1891 e pode vivenciar de perto as grandes revoluções tecnológicas e culturais, como o surgimento da lâmpada elétrica, o desenvolvimento da fotografia, do cinema e, claro, os primeiros carros com motores de combustão.
Foi no balonismo que Dumont iniciou seus trabalhos. Em 1899, o dirigível N-3, em formato cilíndrico, que podia ser direcionado através de um motor adaptado, ergueu voo perante o público francês e contornou a Torre Eiffel em segurança.
Essa manobra fez com que Santos Dumont alcance o seu prestígio com o público francês e o deixou confiante para participar do Prêmio Deutsch. Criado por um milionário judeu, o prêmio prometia uma vultosa quantia em dinheiro para o aviador que criasse um dirigível eficiente, rápido e que realizasse um percurso determinado perante a comissão do Aeroclube da França.

As informações são"tribunadonorte por Antônio Netto e Jan D. Walter Deutsche Welle".Sempre é citado o link de referência.

Demanda por Helicópteros cresce no Brasil




















Com a frota de helicópteros aumentando exponencialmente no país, o mercado exige que sejam contratados profissionais qualificados especificamente treinados para pilotagem dessas aeronaves. Segundo informações da Agência Nacional de Aviação (Anac), em 2011 mais de 3.097 pilotos comerciais se tornaram aptos a comandar helicópteros, média de 2 pilotos por aeronave.
Somente a frota da cidade de São Paulo já ultrapassou a de Nova Iorque, e a demanda por pilotos não pára de crescer. Mas para se tornarem pilotos profissionais precisam de muito treinamento. Para conseguir emprego em uma empresa de táxi aéreo, por exemplo, é necessário que o piloto tenha no mínimo 500h de vôo e ainda cumpra o programa de treinamento da empresa aprovado pela Anac.

As informações são"Monitor Mercantil".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Patricia McInnes Queiroz

28 de jul de 2012

Aeronaútica investiga possíveis causas de acidente com avião que deixou oito mortos em Minas Gerais


video

Avião cai e mata oito pessoas em Juiz de Fora, MG

video

Piloto foi alertado de más condições para pouso em MG, diz aeroporto


O piloto do avião que caiu no terreno de uma pousada neste sábado (28), em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, havia sido avisado que as condições de voo não eram favoráveis para pouso, segundo informações do gerente do aeroporto.

Oito pessoas morreram no acidente, dentre eles o presidente da Vilma Alimentos, Domingos Costa, de 58 anos, e o filho dele, Gabriel Barreira Costa, de 14 anos.
De acordo com Cipriano Magno, gerente da Sinart, empresa que administra o terminal de Juiz de Fora, o piloto foi informado que a pista estava coberta por neblina e que o aeroporto operava por instrumentos. Mas, diz ele, mesmo após receber a informação afirmou que seguia para pousar. Depois, não fez mais contato.

"As condições no momento não eram favoráveis para pouso. A gente faz o procedimento, ele (o avião) atinge uma certa altura e (o piloto) tem que avistar a pista. Quando ele atinge aquele limite, ele (o piloto) avistando a pista, ele prossegue com o pouso. Caso negativo, ele arremete e faz um novo procedimento", disse Cipriano Magno.
saiba mais
"Ele (o piloto) não falou que queria pousar. (Ele) falou que tava vindo para o pouso. Após aquela posição, ele não falou mais com a rádio", completou Magno.
"Com essas condições desfavoráveis, o piloto assume a responsabilidade do próprio voo", disse ao G1 o coronel Paulo Santos, chefe do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 3), órgão da FAB que irá apurar a tragédia.
Ele informou também que a equipe da Seripa coletou informações para dar início às investigações dos fatores que podem ter contribuído para o acidente. "Nós estamos encontrando que ele estava realmente se conduzindo pelas cartas de aproximação, que são as cartas expedidas pelo controle de tráfego aéreo. Nós não temos nenhuma conclusão adiantada", falou.
Na segunda-feira (30), a equipe da Seripa volta a Juiz de Fora com uma equipe maior de peritos para dar continuidade aos trabalhos. Não há previsão para divulgação de laudo sobre as causas do acidente.
Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Juiz de Fora e devem ser encaminhados para Belo Horizonte. “Os corpos vão ser levados para Belo Horizonte. Mas acho que não vão sair daqui enquanto não forem reconhecidos”, disse Breno Lima, primo de Lídia Colares, uma das vítimas do acidente.




Acidente

O King Air prefixo PR-DOC, que caiu em Juiz de Fora, em Minas Gerais, na manhã deste sábado (28), estava com manutenção em dia, segundo o coronel Paulo Santos. Segundo ele, o piloto do bimotor também estava com toda a documentação regularizada junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
Todos os mortos estavam a bordo da aeronave, que colidiu contra o quiosque de uma pousada em Juiz de Fora antes de se chocar contra o chão e explodir, segundo testemunhas. No momento do acidente havia cerca de 60 pessoas na pousada, mas ninguém ficou ferido.

Peças da aeronave, inclusive a caixa-preta, foram encontradas no pátio da pousada.
A aeronave decolou do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, às 7h07 deste sábado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, às 11h30, os corpos das vítimas já haviam sido localizados.
Prefeitura e Fiemg
A Prefeitura de Belo Horizonte divulgou uma nota lamentando o acidente. "Domingos Costa teve uma gestão marcada pelo dinamismo, o sentimento de humanismo e um espírito empreendedor que projetou Belo Horizonte no cenário empresarial nacional. O prefeito Marcio Lacerda se solidariza com a dor dos familiares e dos amigos das vítimas deste acidente aéreo", informou a assessoria da prefeitura.
A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) também se solidarizou. "Empresário de visão, ele (Domingos) marcou sua trajetória pela capacidade empreendedora que trouxe grandes benefícios à economia de Minas Gerais", salientou o presidente Olavo Machado Junior.

 

 

Infraero forma turma do 8º BBM para atender ao aeródromo

























Na manhã de ontem, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) promoveu o curso de Formação Técnica de Bombeiros de Aeródromo (FTBA), no Aeroporto de Uberaba/Mário de Almeida Franco (MG), que capacitou 30 bombeiros militares do 8º Batalhão de Bombeiro Militar.
Conforme o superintendente da Infraero, João Itacir Gottfried Freitas, o treinamento com aula prática tem como objetivo capacitar os profissionais especializados em salvamento e combate a incêndio em aeroportos.
João Itacir explica que o curso foi ministrado por instrutores do quadro de empregados da Infraero. Ele conta que o treinamento é uma forma de qualificar os bombeiros que já possuam experiência na área de salvamento e combate a incêndio para executar operações em aeronaves e edificações aeroportuárias. “Durante todo o período, os alunos participaram de atividades práticas e teóricas sobre técnicas e procedimentos de segurança e salvamento necessários aos bombeiros de aeródromos. A carga horária total do curso foi de 160h/a. O curso começou no início do mês”, diz.
O superintendente da Infraero enfatiza que o tempo não foi medido para o combate do incêndio e nem acionando outros órgãos, foi um treinamento específico para o bombeiro. “Ficamos o maior tempo possível em contato com o fogo dentro do aeroporto. Os instrutores são homologados pela Anac, há um instrutor de Ilhéis e dois de Uberaba. Foram usados 3.600 litros de combustível em sessão do treinamento. Nós temos treinamentos distintos. Há o treinamento específico do bombeiro a cada dois anos, o simulado de acidente aeronáutico anualmente, o qual envolve o acionamento de outros órgãos, quando marcamos o tempo de chegada de apoio e o treinamento de formação, sendo que o bombeiro não é de aeródromo, o treinamento capacita, assim, o militar”, acrescenta.

Bombeiros – Conforme o sargento Eliel Miranda da Silva, o curso prepara os bombeiros para combate a incêndios em aeroportos (aeródromos). “Ontem, fizemos uma simulação de incêndio, na qual aconteceu o trabalho de rescaldo e complemento de debilamento de incêndio. É um trabalho de reciclagem feito anualmente, pelo qual já passaram cerca de quatro turmas”, argumenta.
As informações são"Jornal de Uberaba".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Douglas Pereira da Silva

Lucro da United Airlines caiu 37% no segundo trimestre



















O lucro da companhia de aviação norte-americana, United Airlines, caiu 37% no segundo trimestre deste ano, situando-se nos 279,9 milhões de dólares. A United registou, ainda, uma descida de 1,1% no número de passageiros transportados.
A companhia de aviação adiantou, em comunicado, que entre os meses de abril a junho transportou 24,8 milhões de passageiros, menos 1,1%, face aos 25 milhões que viajaram na companhia no mesmo trimestre de 2011.
A United terminou os primeiros seis meses do ano com 46,7 milhões de passageiros, menos 1,7%, que nos mesmos meses do ano anterior.
Em linha com a perda de passageiros, os lucros da companhia  de aviação baixaram 37%, para 279,9 milhões de euros (339 milhões de dólares), depois de impostos. Antes de impostos, os lucros foram de 450 milhões de euros (545 milhões de dólares).
O volume de negócios da United subiu 2,4%, no segundo trimeste, para 8,17 mil milhões de euros (9,9 mil milhões de dólares), mas não foi suficiente para ultrapassar o aumento de 4% dos custos da operação.
As despesas atingiram os 7,6 milhões de euros (9,3 milhões de dólares), destacando-se a subida de 5,6% dos custos com os combustíveis, que se situaram nos 2,8 milhões de euros  (3,4 milhões de dólares), no segundo trimestre deste ano.
No total do primeiro semestre, os custos subiram 6,2%, para 15 milhões de euros (18,2 milhões de dólares). Os custos com combustíveis aumentaram 12,5%, para 5,4 milhões de euros (6,6 milhões de dólares). 


As informações são"dinheirovivo".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Samuel Pereira da Silva

Aeroméxico assina intenção de compra de 100 novos aviões da Boeing




















O Grupo Aeroméxico assinou uma carta de intenção com a Boeing para adquirir até 100 aviões da nova tecnologia. O acordo é estimado em US$ 11 bilhões. Esta intenção de compra representa o maior investimento de uma companhia aérea na história da indústria da aviação no México.
O pedido incluí 90 aeronaves de cabine estreita Boeing 737-8 MAX e 10 aeronaves de cabine larga Boeing 787-9 Dreamliner. Este pedido de 100 aviões é adicional ao pacote de 20 unidades já encomendadas, sendo dez Embraer 190 e dez Boeing 737-8 NG – anunciado em 2011, além dos nove aviões Boeing 787-8 Dreamliner já previstos.
“Este investimento mostra o compromisso dos acionistas do Grupo Aeroméxico com o país e a confiança que se tem na conjuntura econômica e no futuro do México”, afirmou José Luis Barraza, presidente do Conselho de Administração do Grupo.
As informações são"Mercado & Eventos por Anderson Masetto".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:Samuel Pereira da Silva

Aeroportos do Brasil crescem 7,9% no 1º Semestre com Galeão a bater a concorrência e subir a nº 2

O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, foi o que mais cresceu em número absoluto de embarques e desembarques de passageiros no primeiro semestre entre os 66 com dados publicados pela Infraero, ao somar mais 1,457 milhões que há um ano, mas sem ameaçar a liderança de Guarulhos, São Paulo, que teve um aumento de 1,239 milhões.

De acordo com os dados publicados pela Infraero, os 66 aeroportos brasileiros somaram 93 milhões de passageiros no primeiro semestre deste ano, mais 6,8 milhões ou mais 7,9% que no período homólogo de 2011, e tanto o Galeão como Guarulhos tiveram crescimentos mais fortes.
Portal 12Horas.Aérea News Aviation: Aeroportos do Brasil crescem 7,9% no 1º Semestre com Galeão a bater a concorrência e subir a nº 2
Ah, Eu não sabia que não podia copiar... Aviso: É proibido copiar os artigos deste Site.
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike


No Galeão, o movimento de passageiros cresceu mais 12,9 pontos que a média do conjunto dos aeroportos brasileiros, em 20,8%, para 8,45 milhões, e em Guarulhos o crescimento foi de 8,6%, 0,7 pontos mais forte que a média, para 15,6 milhões.
Desta forma, Guarulhos manteve-se destacado na liderança, concentrando 16,8% do movimento de passageiros em aeroportos brasileiros, mas há um novo nº 2, o Galeão, com 9,1% do tráfego (8,1% há um ano), que ultrapassou Congonhas, segundo aeroporto de São Paulo, e Brasília, capital federal.
Congonhas, apesar de no mês de Junho ter registado o segundo maior crescimento em valor absoluto, no semestre tem uma queda de 0,9% ou 75,5 mil passageiros, para 8,058 milhões (8,7% do total da Infraero), e Brasília tem um crescimento nos primeiros seis meses 4,5 pontos mais forte que a média, em 3,4% ou 258,9 mil passageiros, para 7,774 milhões.
Confins, em Belo Horizonte, com um aumento de 774,9 mil passageiros e uma taxa de crescimento de 17,9%, 9,9 pontos mais forte que a média, para 5,1 milhões segurou, por margem confortável a 5ª posição, resistindo ao avanço de Campinas, estado de São Paulo, que saltou de 9º para 6º maior aeroporto do Brasil, com 4,28 milhões de passageiros, mais 779,5 mil que há um ano e uma taxa de crescimento 14,3 pontos mais forte que a média, em 22,2%.
Campinas ultrapassou Salvador, que teve a maior queda de passageiros do semestre, em 282,8 mil passageiros (-6,6%, para 4,029 milhões), o que o fez baixar de 6º maior aeroporto no primeiro semestre de 2011 para 9º este ano, com 4,3% do total de passageiros dos aeroportos brasileiros, menos 0,7 pontos que em 2011.
Depois de Campinas vêm Santos-Dumont, com 4,262 milhões de passageiros (+4,6% ou mais 186,2 mil), Porto Alegre, com 4,044 milhões (+10,6% u mais 386,8 mil), e Curitiba, que fecha o Top10, com 3,33 milhões (+0,8% ou mais 26,7 mil).
Nos maiores crescimentos em valor absoluto, depois do Galeão, de Guarulhos e de Campinas, vêm Confins, Porto Alegre, Brasília, Vitória, com mais 215,5 mil (+14,3%, para 1,726 milhões), Santos-Dumont, Belém, Pará, com mais 172 mil (+12,4%, para 1,56 milhões), e Aracajú, Sergipe, com mais 142,4 mil (+27,7%, para 656,27 mil).
A liderança do Galeão em crescimento deve-se, em grande medida, ao aumento de 364,5 mil passageiros de voos internacionais, para 2,155 milhões (23% do total de passageiros de voos internacionais, +2,7 pontos que há um ano), com uma taxa de crescimento 13,9 pontos superior à média, em 13,9 pontos.
Porto Alegre, onde a TAP foi pioneira em voos directos para a Europa, teve o segundo maior aumento em voos internacionais, com mais 133,5 mil que há um ano e uma taxa de crescimento 49,8 pontos superior à média, de 56,3%, para 370,6 mil passageiros.
Seguiu-se Confins, com mais 48,3 mil passageiros e uma taxa de crescimento superior à média em 19,6 pontos, de 26,1%, para 233,2 mil, e Guarulhos, que é também em voos internacionais é o maior aeroporto brasileiro, mas que no semestre teve um aumento de apenas 0,7% ou 38,2 mil passageiros, para 5,566 milhões.
Brasília teve o 5º maior aumento absoluto de passageiros de voos internacionais, com mais 30,3 mil e uma taxa de crescimento 11,5 pontos superior à média, de 18%, para 199,2 mil.
As maiores quedas em número absoluto de passageiros de voos internacionais foram em Salvador, Bahia, com menos 35,5 mil (-18,4%, para 156,95 mil), Recife, Pernambuco, com menos quase 20 mil (-17,3%, para 95,46 mil), Fortaleza, com menos 12,8 mil (-12,3%, para 91,5 mil), Campinas, São Paulo, com menos 10,2 mil (-20,4%, para 39,7 mil), Maceió, Alagoas, com menos 3,3 mil (-38,6%, para 5,2 mil), e Natal, Rio Grande do Norte, com menos 1,4 mil (-2,5%, para 53,7 mil).
No Aeroporto de Lisboa, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, as ligações com o Brasil tiveram um aumento do número de passageiros em 29,5 mil (+4,4%, para 703,77 mil), com crescimentos nas rotas de Fortaleza (+5,1% ou mais 3,5 mil, para 71,68 mil), Recife (+2,5% ou mais 1,7 mil, para 70,8 mil), Brasília (+1,6% ou mais 1,1 mil, para 71,09 mil) e Belo Horizonte (+0,5% ou mais 0,3 mil, para 62,1 mil), e decréscimos em Salvador (-3,4% ou menos 2,3 mil, para 66,4 mil), Rio de Janeiro (-3,2% ou menos 4,06 mil, para 123,8 mil) e São Paulo (-2,8% ou menos 3,8 mil, para 132,4 mil).
Os dados do Aeroporto de Lisboa não especificam as rotas de Natal, Campinas e Porto Alegre, por não se incluírem entre as 40 maiores origens/destinos no mês de Junho, mas pelos dados disponíveis é possível estimar que em conjunto somaram 105,4 mil passageiros, em alta de 45,8% ou 33 mil face ao primeiro semestre de 2011, que se deve à introdução dos voos da TAP para Porto Alegre.
Os dados da Infraero relativos ao movimento de voos domésticos no primeiro semestre, que somaram 83,64 milhões, mais 8,1% ou mais 6,27 milhões que há um ano, Guarulhos teve o maior aumento em valor absoluto, com mais 1,2 milhões (+13,6%, para 10,04 milhões), seguido pelo Galeão, com mais 1,09 milhões (+21%, para 6,29 milhões), Campinas, com mais 789,6 mil (+22,9%, para 4,3 milhões, Confins, com mais 726,6 mil (+17,5%, para 4,88 milhões), e Porto Alegre, com mais 253,3 mil (+7,4%, para 3,67 milhões).
Guarulhos reforçou a liderança em voos domésticos, ao somar mais 0,6 pontos de quota de mercado, subindo para 12%, à frente de Congonhas, que com uma queda de 0,9%, para 8,058 milhões de passageiros, baixou 0,9 pontos, para 9,6%, Brasília, que baixou 0,4 pontos, para 9,1%, Galeão, que subiu 0,8 pontos, para 7,5%, e Confins, que subiu 0,5 pontos, para 5,8%.
Em relação ao Top10 do primeiro semestre de 2011, as principais alterações foram a subida de Santos-Dumont (+4,6% ou mais 186,2 mil, para 4,26 milhões) à 6ª posição e Campinas (+22,9% ou mais 789,6 mil, para 4,24 milhões) à 7ª, com Salvador (-6% ou menos 247,3 mil, para 3,87 milhões) a descer da 6ª para a 8ª.
Porto Alegre, com 3,67 milhões de passageiros (+7,4% ou mais 253,3 mil), manteve-se o 9º maior em tráfego de voos domésticos, e Curitiba manteve a 10ª posição, com 3,27 milhões (+0,6% ou mais 21,1 mil).



Triunfo afirma interesse pelo aeroporto do Galeão



















O presidente da Triunfo Participações e Investimentos (TPI), Carlo Alberto Bottarelli, disse hoje que a companhia tem interesse em participar do processo de concessão à iniciativa privada do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. "Galeão é o aeroporto que temos interesse", resumiu.
Embora o governo federal não admita oficialmente, já há estudos para a concessão de Galeão e Confins, em Minas Gerais. Nos últimos meses, no entanto, o governo passou a cogitar um modelo de parceria público-privada para os dois aeroportos.
A Triunfo integra uma das três sociedades vencedoras do último grande leilão de aeroportos, ocorrido em fevereiro. A companhia arrematou o aeroporto de Viracopos junto com as sócias UTC Participações e Egis.
Viracopos
O presidente descartou mudanças a curto prazo na composição da sociedade que administrará Viracopos, em Campinas (SP). Rumores de mercado indicava que governo estaria insatisfeito com o resultado, e estaria exigindo a troca dos operadores.
A Egis chegou a ser o foco de contestação de um recurso elaborado pelo segundo colocado na disputa, o consórcio Novas Rotas – liderado pela Odebrecht. O recurso não foi aceito e a Agência Nacional de Aviação Civil homologou a vitória.
Segundo Bottarelli, hoje todos os integrantes estão “felizes”, o que não daria margem à entrada de participantes de fora.
Perguntado sobre a entrada da holandesa Schiphol, o que também chegou a ser mencionado nos bastidores, Bottarelli negou que tenha havido transação com a companhia.
A Triunfo e a UTC têm 23% de participação na sociedade cada uma, enquanto a Egis tem 5% e a Infraero, 49%.
Suape
Bottarelli afirmou também que a companhia vai disputar a próxima concessão de terminal no complexo industrial portuário de Suape, em Pernambuco.
“Vamos participar”, disse ele num primeiro momento, dizendo que o foco da companhia são terminais de contêineres. Na resposta a outra pergunta, Bottarelli informou que a companhia está “estudando” sua participação.
Segundo ele, o edital deve sair em outubro ou novembro. O complexo industrial portuário de Suape é considerado um dos principais polos de investimentos do país. A profundidade do porto será de 15,5m a 20,0m, o que deve atender a navios de grande porte.
O executivo também comentou o projeto do porto em Manaus, onde a Triunfo já comprou uma área de 100 mil metros quadrados. A companhia já esta desenvolvendo os projetos de engenharia do terminal. A previsão é que a capacidade seja de 220 mil TEUs (unidade padrão do contêiner de 20 pés).
As declarações do presidente foram feitas durante evento de comemoração dos cinco anos da Triunfo no Novo Mercado, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo.

Bombardier entrega Global 5000 para a Jana Aviation

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A Bombardier anunciou nesta sexta-feira, dia 27 de julho, a entrega de um jato Global 5000 para a Jana Aviation. A aeronave sera operada pela Executive Aircraft Services e será registrada em Beirute, no Líbano, compondo a frota junto a um Challenger 300 que já está em operação na empresa.
“Estamos contentes que a Jana Aviation continua a confiar nas aeronaves Bombardier para suas operações no Líbano”, comentou Khader Mattar, vice presidente regional de vendas para o Oriente Médio, África e Índia da Bombardier Jatos Executivos. “O Global 5000 se encaixa perfeitamente às necessidades de nossos clientes do Oriente Médio. Mais uma vez, a liderança da família de aeronaves Global foi reafirmada na região”, completou.
“Estamos muito orgulhosos em dar as boas vindas do Global 5000 à frota que operamos”, disse o capitão Nicolas Meszaros, gerente geral da Executive Aircraft Services. “As aeronaves Global da Bombardier têm uma reputação de prover os mais altos níveis de desempenho e conforto, e estamos confiantes que este novo jato oferecerá os mais altos padrões de serviço aos nossos clientes”, finalizou o gerente.
Global 5000 -O jato supergrande Global 5000 combina velocidade de cruzeiro superior com a maior cabine do segmento. Conta com conexão de internet de alta velocidade, diversas opções de entretenimento, Vision Flight Deck com monitores de LCD de 15 polegadas e um dos maiores campos de visão da aviação executiva. Com autonomia de 9.630 km, o jato pode conectar diretamente Dubai à Cidade do Cabo, Londres a Seul ou Nova Iorque ao Cairo.
O Vision Flight Deck é um divisor de águas na história da aviação executiva, já que coloca à disposição dos pilotos grandes avanços tecnológicos aliados a um design moderno. O sistema opera com quatro telas de LCD de 15”, que fornecem informações em tempo real e visão sintética, contando ainda com o sistema de posicionamento Garmin G5000 integrado.
Bombardier -Líder mundial em soluções inovadoras de transportes, de aeronaves comerciais, jatos executivos a equipamentos de transporte ferroviário e sistemas de serviços, a Bombardier Inc. é uma corporação global com sede no Canadá. Suas receitas para o ano fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2011 foram de US$ 18,3 bilhões e suas ações são negociadas na Bolsa de Toronto (BBD). A Bombardier é listada como componente-referência para os índices de sustentabilidade Dow Jones Sustainability World and North América. No Brasil e América Latina, com exceção da Venezuela e do Caribe, o segmento de jatos executivos da Bombardier é representado pela Synerjet Brasil – empresa do grupo Synergy.