.

.

30 de jul de 2012

Reforma do aeroporto Jorge Teixeira (Porto Velho) em ritmo acelerado




















Também esquecido, o estacionamento que possui apenas 211 vagas, e que não comporta mais a demanda atual dos usuários do aeroporto, não ganhou nenhuma nova vaga, tornando a disputa por vagas em áreas não permitidas mais acirrada.
A ampliação do aeroporto governador Jorge Teixeira, em obras desde novembro do ano passado, num investimento de quase 8 milhões de reais, chegarão em boa hora. Os atuais 8.540 m², darão lugar a um moderno terminal com 10.790 m², e contemplará espaços mais amplos na área de chec-in, salas de embarque maiores e mais confortáveis, e mais uma esteira na sala de desembarque, que trarão mais conforto aos passageiros, enquanto uma moderna fachada, e mais espaço com novas operações no aeroshopping e na praça de alimentação, tornará o aeroporto de Porto Velho mais confortável também para seus usuários e apto para receber 1,5 milhões de passageiros/ano.
Contudo, as tão esperadas pontes de embarque, (finger no vocabulário da aviação, ou sanfona no popular) existente no aeroporto de Boa Vista-RR que possui apenas três voos por dia e movimentou pouco mais de 341 mil passageiros em 2011, ficarão para uma futura reforma neste que muito em breve terá vinte e cinco operações (decolagens) por dia, e movimentou quase 1 milhão de passageiros no ano passado e possui o mesmo índice pluviométrico anual do outro Estado amazônico caso seja esta a justificativa.
Pro futuro ficarão também as importantes obras de ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves, que é muito restrito e fica ainda mais congestionado no horário da madrugada , principalmente se houver necessidades de atuar como alternativa de pouso ao aeroporto de Manaus-AM ou Rio Branco-AC, quando ocorrem problemas metereológicos nessas cidades, já que o espaço para seis aeronaves fica comprometido com aviões da Trip e da Avianca que ocupam com pernoite as posições remotas (no fundo), e Tam e Gol os três espaços restantes da frente.
Antigos projetos que removem para outra área os terminais de carga da Infraero e da Gol, como também a construção de uma nova torre de controle e o Departamento de Proteção ao Voo na área da Base Aérea de Porto Velho que permitiriam por em prática a ampliação do pátio, continuam guardados a espera de novos recursos. Também esquecido, o estacionamento que possui apenas 211 vagas, e que não comporta mais a demanda atual dos usuários do aeroporto, não ganhou nenhuma nova vaga, tornando a disputa por vagas em áreas não permitidas mais acirrada.
Novo sperintendente anuncia mais investimentos

Uma boa notícia contudo vem do importante setor de segurança, Vicente da Silva Oliveira que assumiu recentemente a superintendencia do aeroporto governador Jorge Teixeira, sendo a primeira vez que a Presidência da Infraero nomeou um servidor de carreira de Porto Velho, informou que a Seção Contra Incêndio, que é o espaço que abriga os caminhões de combate ao fogo, e os equipamentos utilizados pelo corpo de bombeiros que atuam no aeroporto, receberá investimentos de R$ 6 milhões e ganhará uma nova, ampla e moderna área, com novas vias de acesso num prazo de 10 meses.
Fonte: www.rondoniadinamica.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário