.

.

10 de dez de 2011

Pouso forçado visto de dentro da cabine.

Vídeo de um pouso forçado, sem os trens de pouso e muito bem executado pelo piloto.

Desembarque em Saba

Lukla: um dos aeroportos mais perigosos

Um vídeo de Courchevel. Desta vez é inverno, e com um PA-28. De Pouso e descolagem deste Aeroporto que é tão impressionante ...


Os Aeroportos Mais Perigosos do Mundo

Veja os melhores vídeos desses aeroportos mais perigosos do mundo:


Aerie Aviação Executiva - Por que comprar um jato executivo?

Cássio Polli, diretor da Aerie Aviação Executiva, explica os motivos para adquirir um jato executivo.



Principais aeroportos do Brasil vão ter internet gratuita e ilimitada

Segundo a Infraero, o serviço deve estar à disposição no máximo até março. Os usuários já acessam a internet por apenas 15 minutos e de graça. Mas este serviço limitado só acontece em Cumbica, Congonhas Galeão e Brasília.


Presos em engarrafamento no Rio, passageiros perdem voos em aeroporto

Movimento de passageiros aumenta e faltam vagas no estacionamento do aeroporto



Quem precisa embarcar no aeroporto de Foz do Iguaçu não encontra vagas no estacionamento. Infraero informou que vai fazer concessão para explorar terreno perto do aeroporto.

Medidas do governo tentarão evitar caos aéreo no fim do ano

Foi firmado um convênio entre governo e Anac. As companhias aéreas se comprometeram a não vender mais passagens do que assentos existentes nos aviões. As equipes de atendimento serão aumentadas.

Cresce número de embarques e desembarques no Aeroporto Internacional de Manaus

O ano foi movimentado no aeroporto internacional eduardo gomes, o número de embarques e desembarques cresceram em relação a 2010. mesmo faltando 23 dias para o fim do ano.

Distância na hora do pouso é reduzida em aeroporto de São Paulo

Nova regra aumenta capacidade do espaço brasileiro em 47%. Por enquanto, medida só foi implantada no aeroporto de Guarulhos. A mudança faz parte de um plano para evitar filas de passageiros e atrasos em voos em todo o país.

Governo do Irã exibe avião dos EUA que teria invadido seu espaço aéreo

Segundo o governo iraniano, o equipamento violou o espaço aéreo do país, perto da fronteira com o Afeganistão. Os Estados Unidos negaram a invasão, mas admitiram que perderam contato com um avião, desse mesmo tipo, no lado afegão da fronteira

VÍDEO: Apresentação em voo do helicóptero Eurocopter Tiger na LIMA 2011





A Eurocopter levou para a exibição LIMA 2011 (Langkawi International Maritime & Aerospace), na Malásia, dois helicópteros de combate Eurocopter EC665 Tiger para as demonstrações em voo. A Malásia deve emitir em breve um solicitação de propostas para um novo helicóptero de combate, e a Eurocopter se antecipou, demonstrando a agilidade e capacidade do moderno helicóptero Tiger durante as exibições diárias. O vídeo, produzido pela Eurocopter, mostra a capacidade de manobra do Tiger, visto inclusive de dentro do cockpit.

VÍDEO: Saint Barths Airshow 2011 com aeronaves do Texas Flying Legends Museum



Junte um cenário paradisíaco no Caribe, uma pista de pouso com características únicas e três excelente pilotos e seus caças maravilhosos: esse foi o Saint Barths Airshow 2011, realizado em março desse ano, com as aeronaves históricas do Texas Flying Legends Museum. No vídeo acima as aeronaves P-40K de Warren Pietsch, FG-1D Corsair de Robert Odegaard e P-51D de Casey Odegaard, realizaram diversas passagens sobre a pista do Aeroporto St. Barthelemy (SBH/TFFJ), e no final voando em formação sobre o Caribe registraram belíssimas imagens. Essa foi a primeira vez que essas aeronaves da Segunda Guerra Mundial sobrevoaram o Mar do Caribe para uma apresentação, sendo acompanhadas por um bombardeiro leve B-25 Mitchell, que levou a bordo o pessoal que registrou as passagens e todo voo. Um belo show para quem estava na montanha, tradicional local de spotters acostumados a fotografar as aeronaves que passam literalmente raspando nas aproximações para pouso.

Decola a Lan Colombia




















Foi lançada ontem a LAN Colombia. Depois de adquirir a aérea local Aires, em novembro do ano passado, a LAN Airlines inaugura a sua filial em território colombiano. Esta, que é a quarta filial da empresa, além de somar 23 destinos à sua rede, inclui 22 rotas domésticas e a internacional para Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, desde Bogotá.
Ao comentar a conquista, Ignacio Cueto, gerente geral da LAN, disse: “estamos orgulhosos de que a rede de destinos operados pela LAN e suas filiais está sendo incrementada com os 22 novos destinos dentro da Colômbia e pela possibilidade de ampliar nossa conectividade na América do Sul e no restante do mundo”. Segundo ele, o objetivo da companhia com o lançamento da nova filial é permitir que os passageiros LAN – em todos os países em que a empresa opera – descubram esse grande país que é a Colômbia, com os serviços que tem caracterizado a LAN Airlines internacionalmente.
A LAN Colombia representa um grande desafio para a companhia. O mercado colombiano de passageiros ocupa o segundo lugar depois do Brasil e é a quarta economia em tamanho da América Latina. Sem contar, ainda, que trata-se do segundo país mais populoso da Região, o que se converte em grande atrativo para a indústria da aviação comercial.
“Esta é uma excelente notícia, não apenas dentro da Colômbia, como também para todos os nossos passageiros, que conquistam importantes benefícios e passam a desfrutar de maior variedade na oferta turística daquele país, afinada com a experiência de viagem que caracteriza a LAN”, complementou Ignacio Cueto.
Há um ano, a LAN anunciou a compra definitiva de 98,94% das ações da aérea colombiana Aires. A LAN implementou desde então mudanças operacionais, tais como modificações de itinerários, assim como garantias de seus padrões de segurança, pontualidade e eficiência. A LAN Colombia conta com 1.750 funcionários, tem aproximadamente 23% de participação no mercado aéreo do país e é a companhia aérea de maior cobertura no que se refere a voos domésticos, com uma frota de 26 aeronaves.
Desde a aquisição da Aires, a LAN investiu cerca de US$ 405 milhões na implementação, na alteração da marca, como também na renovação da frota, que inclui a incorporação de 3 Airbus A320.

Delta investe US$ 100 milhões de dolares na Gol




















A GOL Linhas Aéreas comunicou hoje aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi assinado um acordo vinculante (“binding agreement”) que tem por finalidade a aquisição pela companhia norte americana Delta Air Lines de uma participação acionária minoritária estratégica de US$100 milhões no capital preferencial da GOL.
A Delta Air lines irá investir US$100 milhões em troca de ADSs (American Depositary Shares) lastreados em ações preferenciais da GOL por meio de uma emissão de ações preferenciais com preço médio de R$22 por ação. O aumento de capital será de aproximadamente R$280 milhões, incluindo o direito de subscrição dos demais acionistas da Companhia.
O Conselho de Administração da GOL se reunirá em 21 dezembro de 2011 para deliberar sobre o referido aumento de capital. No contexto desse investimento, o acionista controlador da GOL concordou em eleger um representante da Delta para o Conselho de Administração, desde que, entre outras condições,ele mantenha uma posição de pelo menos 50% das ADSs aquiridas no investimento da GOL. A Delta, concordou em não alienar, por um período de 12 meses, os ADSs que serão adquiridos (lockup) e em não adquirir, sem o consentimento da GOL, mais ações (inclusive ADSs) da Companhia (standstill).
A lei brasileira limita a quantidade máxima de ações preferenciais que podem ser emitidas pela GOL em 50% do capital social total. Em função disso, o investimento da Delta será estruturado da seguinte forma:
- O acionista controlador da GOL venderá à Delta ADSs representativos de ações preferenciais de emissão da GOL, mediante pagamento, pela Delta, de US$100 milhões, com o compromisso do acionista controlador de reinvestir tal valor em aumento de capital a ser aprovado simultaneamente pela Companhia; e
- O valor do aumento de capital será um valor de aproximadamente R$280 milhões, representando um preço de emissão de R$22 por ação, de forma que a parcela do aumento de capital a ser subscrita pelo acionista controlador da GOL (em razão do exercício de seu direito de preferência) seja um valor em reais equivalente a US$100 milhões, descontados as taxas e os impostos incorridos pelo acionista controlador para a transferência das ADSs para a Delta. O acionista controlador da GOL usará integralmente os recursos obtidos com a venda das ADSs a Delta para subscrever ações da Companhia emitidas no aumento de capital.
- O acionista controlador não auferirá qualquer benefício econômico em função da transação. Será concedido direito de preferência para todos os acionistas da GOL (inclusive aos detentores de ADSs) na subscrição do aumento de capital. Informações mais detalhadas sobre o aumento de capital, incluindo o preço de emissão das ações preferenciais e ADSs, prazos e mecanismos para o exercício do direito de preferência e a data em que as ações passarão a ser negociadas ex-direito de preferência (record date), serão divulgados após a reunião do Conselho de Administração da GOL a ser realizada no dia 21 de dezembro de 2011.
Sobre os Acordos Comerciais
No contexto do investimento, a GOL e a Delta firmaram acordo comercial de longo prazo com termos de exclusividade para o fortalecimento das sinergias operacionais entre as Companhias, principalmente no que se refere a:
- incremento no escopo do acordo de code-share (compartilhamento de voos), sujeito as aprovações pertinentes, permitindo à Delta colocar seu código em mais voos GOL no Brasil, Caribe e América do Sul, e à GOL colocar seu código em serviços Delta entre Brasil e Estados Unidos,e a partir dos Estados Unidos para outros destinos, ampliando opções de voos para clientes de ambas empresas e expandindo seu alcance;
- otimização na conexão dos voos, a fim de aumentar a atratividade dos serviços conjuntos das empresas, facilitando conexões e a movimentação de cargas e passageiros entre os cerca de 400 destinos em mais de 70 países servidos por Delta e GOL;
- mais comodidade para os clientes, alinhando serviços e benefícios a clientes dos programas de milhagem SMILES e Sky Miles;
- ações comerciais e promocionais conjuntas, incentivando que as forças de vendas cooperem mutuamente no Brasil, Estados Unidos e, eventualmente, em outros países;
- exploração de sinergias em serviços de atendimento, manutenção, salas VIP e apoio logístico;
- transferência dos contratos de arrendamento de 2 aeronaves modelo B767 remanescentes da frota da GOL e suas peças sobressalentes para a Delta;
A operação não prevê a adesão da GOL a uma Aliança Global e está alinhada com o objetivo da Companhia de buscar parcerias estratégicas de longo prazo e fortalecer sua estrutura de capital, com foco na geração de valor para seus acionistas. A Delta atende mais de 160 milhões de clientes por ano com uma frota de mais de 700 aeronaves e possui rede global ampla de cerca de 350 destinos em quase 70 países em seis continentes, sendo a maior companhia do mundo em termos de passageiros-quilometro transportados e com mais rotas internacionais entre as companhias norte-americanas.
A experiência e conhecimento sobre a aviação global adquiridos pela Delta nos mais de 81 anos de operação no mercado mais desenvolvido do mundo, combinada ao potencial de crescimento da aviação comercial brasileira, oferece uma oportunidade para as Companhias sobre o retorno do capital empregado durante os próximos anos.
A aliança com a Delta está em linha com a estratégia da Companhia de criação de parcerias internacionais com empresas líderes no mercado global, que agreguem valor ao serviço oferecido para seus passageiros por meio de acúmulo/resgate de milhas entre os programas de milhagem combinado a oportunidade de viagens de longa distância para os passageiros da GOL. O acordo proporciona a capitalização da GOL, fortalecendo seu balanço e tornando-o ainda mais preparado para a conquista de seus objetivos e exploração de novas receitas e mercados. A parceria com um player global também resultará em sinergias operacionais com grande potencial de redução de custos operacionais, reforçando o DNA de baixo custo e baixa tarifa da Companhia.

Azul começou a operar de Caldas Novas para Campinas e Goiânia




















A Azul Linhas Aéreas começou a operar em Caldas Novas, Goiás, nesta quinta-feira, 8 de dezembro, com seu primeiro voo às 11h10, vindo do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. As operações entre Campinas e o Aeroporto Nelson Rodrigues Guimarães começam com duas freqüências semanais, uma na quinta e outra no domingo, sendo que o no final de semana, o voo passa também por Goiânia.
A inauguração da nova base da Azul contou com um voo panorâmico de cerca de 50 minutos sobre a cidade para autoridades, agentes de viagens, empresários e convidados locais, em conjunto com representantes da diretoria da companhia. No voo, os convidados tiveram a oportunidade de experimentar o jato Embraer 195, conhecer o serviço de bordo, o espaço interno e o atendimento diferenciado da Azul, além de curtir as belezas da cidade e região.
Caldas Novas é o segundo destino atendido pela Azul no Estado. A companhia faz voos para a Goiás desde 2010, partindo de Viracopos, com quatro frequências diárias. Além de dois voos diários para Belo Horizonte. As operações são realizadas com os modernos jatos Embraer 190 e 195.

Bimotor cai sobre escola e mata 11 nas Filipinas

Piloto solicitou um pouso de emergência depois de ter problemas no motor.
Bombeiros investigam se corpos são de passageiros ou alunos da escola.



















Pelo menos 11 pessoas, inclusive duas crianças, morreram neste sábado (10) nas Filipinas após um bimotor cair sobre uma escola na cidade de Parañaque, na região metropolitana de Manila, informaram fontes oficiais.

O prefeito da cidade, Florencio Bernabe, afirmou à rádio local que os corpos foram retirados do prédio da escola F. Serrano, onde houve um incêndio depois do acidente.
Várias testemunhas explicaram que o avião caiu sobre a instituição pouco depois de decolar do aeroporto de Manila, às 14h30 locais (4h30 de Brasília), segundo a emissora de televisão 'GMA'.

Os bombeiros não conseguiram verificar se os corpos pertencem aos passageiros do avião ou a pessoas que estavam dentro do prédio, onde não há aulas durante o fim de semana.

Ramón Gutiérrez, chefe da Autoridade de Aviação Civil das Filipinas, assinalou que a aeronave, um bimotor Beechcraft Queen Air, seguia para a ilha de Mindoro, 189 quilômetros ao sul da capital.

O piloto solicitou um pouso de emergência depois de ter problemas no motor, mas se acidentou quando voltava ao aeroporto.

As autoridades estão investigando se o piloto e o copiloto estão entre os mortos da queda do avião, que tem capacidade para levar até oito pessoas.