.

.

31 de out de 2012

AV8-B Harrier a bordo do USS Bataan

AV8-B Harrier a bordo do USS Bataan durante um exercício no mar do    Caribe


A Beleza de Voar, Vídeo em HD

Sobrevoando os Alpes com o Pilatus PC-7

O equipamento, é um Pilatus PC-7 suiço, concorrente do Tucano da Embraer.

Para quem ainda não viu, este é um belo vídeo que mostra um sobrevooo a baixa altitude no Vale do Loire passando por cima do Castelo de Chenonceau (sobre o Rio Cher) e logo de seguida na vertical dos telhados do Castelo de Chambord.

Caminhando para a Bretanha, ao Norte, o Mont-Saint-Michel e mais adiante, já na costa atlântica francesa de Albâtre, brancas formações rochosas na região das Falésias de Étretat, com o arco da falésia de Aval, e, pouco depois, sempre em direção a Leste , praias do desembarque na Normandia e o memorial do cemitério americano da II GG, em Colleville-sur-Mer.


 

TAM deixa de patrocinar CBF após cinco anos



















Companhia anuncia em nota oficial à imprensa que rescindiu o contrato com a Confederação Brasileira de Futebol e não será mais linha aérea exclusiva da entidade

 

Rio de Janeiro - A TAM Linhas Aéreas confirmou que não patrocinará mais a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O anúncio foi feito por meio de nota oficial à imprensa divulgada nesta semana. A companhia se tornou patrocinadora oficial da entidade em 2007 e, a partir de agora, consequentemente não será mais a transportadora oficial da Seleção Brasileira.
Leia Mais

A TAM ainda informa que “as verbas que cobririam os custos de patrocínio e ativação dos direitos decorrentes serão redirecionadas para ações de marketing de apoio à venda de passagens e promoções relacionadas, tendo em vista o cenário atual da aviação”.

O contrato atual, que havia sido renovado no ano passado, seria estendido até a Copa do Mundo de 2014. A companhia aérea não informou o motivo que a levou ao rompimento com a CBF.


TAM e Gol podem sair de aeroporto próximo a Buenos Aires






















Os voos das companhias aéreas brasileiras TAM e Gol para Buenos Aires, na Argentina, podem ser concentrados no Aeroporto Internacional de Ezeiza, o mais distante da cidade.

Segundo informações  dos jornais "Cronista", da Argentina, e "El País", do Uruguai, o governo argentino estuda tornar o uso do aeroporto Jorge Newbery, que fica dentro da cidade de Buenos Aires, exclusivo para a Aerolíneas Argentinas.

Com a manobra, os voos de um grupo de companhias aéreas --entre elas, TAM e Gol-- migrariam para o de Ezeiza, localizado a cerca de 35 quilômetros da capital do país.

A mudança, de acordo com os jornais, seria para ajudar a empresa empresa aérea argentina a se livrar de um deficit diário de US$ 2 milhões, além de enfrentar a concorrência com a chilena LAN --que também sairia do aeroporto metropolitano.

Voos de companhias menores ainda seriam transferidos para um terceiro aeroporto, de San Fernando, que está a 30 km de Buenos Aires.

Atualmente, o aeroporto Jorge Newbery é operado no tráfego de voos regionais e internacionais de curto alcance.

Procuradas, TAM e Gol disseram que não foram comunicadas de nenhuma decisão oficial e que portanto não iriam comentar.


As informações são"Jornal Floripa".

ANA tem oito interessados na sua compra


















A ANA- Aeroportos de Portugal tem oito propostas para a sua compra, avança a imprensa portuguesa.
O número de propostas foi avançado pela Par pública num comunicado que não revela os interessados, noticia a “TSF”.
Por outro lado, entre as propostas entregues ao Governo estão as dos franceses da Vinci, do fundo inglês Global Infrastructure Partners (GIP), que detém 42% do aeroporto britânico Gatwick, a alemã Fraport, que gere o aeroporto de Frankfurt e que se apresentou a concurso com o fundo australiano IFM e um consórcio composto pela Mota-Engil e pelos colombianos da Odinsa, avança o “Diário Econômico” que cita várias fontes próximas do processo.

Para-Brisa de avião trinca durante pouso na BA




















Um avião modelo ATR-72 da Passaredo Linhas Aéreas, que partiu de Salvador com destino a São Paulo na última quinta-feira, teve o para-brisa trincado durante o pouso na escala que fez em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.
De acordo com a assessoria de imprensa da Passaredo, o voo partiu no horário previsto com 65% da ocupação e transcorreu normalmente, mas no momento em que realizava o pouso no aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, para escala em Vitória da Conquista, o para-brisa trincou.
A empresa afirmou que "a aeronave é nova, tem 45 dias de voo, e aparentemente houve falha no sistema de aquecimento do para-brisa no momento do pouso. A peça trincou, mas não chegou a quebrar totalmente. A razão será confirmada com exatidão, após remoção e encaminhamento do para-brisa para o fabricante".
Ainda segundo a Passaredo, a aeronave passa por manutenções regulares e está em dia com elas. Os passageiros que estavam no voo "foram reacomodados conforme disponibilidade de congêneres", afirmou a empresa, que não informou o número de passageiros que estavam no avião, nem os horários de decolagem e pouso da aeronave.




Condor inaugura voos para o Rio de Janeiro


















Depois da Lufthansa, que comemora esta semana o primeiro aniversário de sua volta ao Rio de Janeiro, mais uma alemã inicia voos diretos de Frankfurt para a Cidade Maravilhosa: é a Condor, que com o Boeing 767-300ER D-ABUD fez hoje seu voo inaugural. A aeronave pousou no Galeão às 18:53, seguindo para o Terminal 2 do aeroporto. A companhia irá operar dois voos semanais, aos sábados e segundas-feiras, sempre com o Boeing 767-300ER - mesma aeronave que utiliza nos voos para Recife e Salvador.

Aeronáutica descarta risco com avião da TAM

















A Aeronáutica informou nesta sexta-feira que não houve risco de colisão no episódio em que um avião da TAM teve de realizar uma manobra evasiva após equipamentos terem detectado a presença de outra aeronave na mesma rota.
O caso ocorreu na noite de 24 de junho, quando o voo JJ3717, que decolou de Brasília (DF), se aproximava do aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. De acordo com a TAM, o TCAS, equipamento anticolisão, alertou a cabine sobre outra aeronave na mesma rota.
O coronel Frederico Moretti, chefe do serviço regional de proteção ao voo, afirma que a apuração da Aeronáutica, que será divulgada na semana que vem, relata que as duas aeronaves envolvidas estavam a uma distância de aproximadamente 5 km --o que é considerada uma distância segura.
Na ocasião, não se sabia qual era o outro avião envolvido. A investigação da Aeronáutica revela que se tratava de um modelo Bandeirante que voava a caminho de Sorocaba (SP).
Em nota divulgada na noite do incidente, a TAM afirmou que o comandante do Airbus A320 seguiu os procedimentos de segurança recomendados e informou a situação aos passageiros.
O avião, que saiu de Natal (RN) e fez escala em Brasília, pousou na pista do aeroporto no horário previsto, às 18h52. A TAM afirma que os 171 passageiros desembarcaram em seguida. De acordo com a Infraero (estatal que administra os aeroportos), o posto médico de Congonhas não atendeu ninguém.



FAB intercepta avião da TAM


















 Um avião da TAM que saiu de Aracaju com destino a Guarulhos (SP) na noite desta sexta-feira (26) foi interceptado por um caça F5 da Força Aérea Brasileira. Segundo a FAB, o voo do Airbus A-320 mudou a rota que estava programada.
A Força Aérea desconfiou que o airbus tinha sido sequestrado, já que estava há 50 minutos sem estabelecer contato. O caça seguiu o avião comercial de perto sem que o piloto e os passageiros percebessem a aproximação.
O vôo chegou sem atraso ao Aeroporto de Guarulhos. Oficialmente a operação foi descrita pela FAB como procedimento de socorro em voo.
A assessoria de imprensa da TAM confirmou a falha na comunicação e afirmou que em nenhum momento houve risco à segurança. Informou ainda que a aeronave esteve todo o tempo identificada nas telas dos radares de Vigilância do Sistema Aéreo, voando em uma rota prevista nas cartas de navegação


29 de out de 2012

Combatendo incêndios com o Bombardier CL 415 Super Scooper

Um ótimo vídeo está circulando na web há alguns dias e mostra a operação de combate a incêndio na Europa com a unidade Grupo 43 da Força Aérea da Espanha (Ejercito del Aire), que utiliza aeronaves anfíbias CL 415 Super Scoopers. Destaque para as cãmeras instaladas na cabine que mostram como o piloto controla a aeronave durante as perigosas manobras de mergulho e depois recuperação para soltar a carga de água sobre o incêndio, e também as operações de pouso na água para encher os tanques novamente antes de retornar ao céu para mais um “bombardeio”. O CL 415, fabricado pela canadense Bombardier, teve diversas melhorias em comparação a versão anterior CL 215, como novos motores, aviônicos e interior da cabine.



Azul Linhas Aéreas finaliza processo de devolução dos turboélices ATR 72-200


















A Azul Linhas Aéreas anunciou o final da série ATR 72-200 em sua frota. A companhia aposentou nesta semana a última das oito aeronaves do modelo. De matrícula PR-AZY, o turboélice realizou sua última jornada pela Azul, decolando de São José do Rio Preto com destino a Campinas. Arrendados da fabricante franco-italiana, os aviões chegaram ao Brasil no primeiro semestre de 2010, e vieram com a importante missão de expandir os serviços da companhia para cidades de menor densidade.

“Os ATR 200 tiveram papel fundamental na entrada da companhia no mercado de aviação regional e cumpriram bravamente os objetivos propostos. Além de ser uma aeronave fantástica em termos operacionais, os turboélices tornaram as operações da Azul ainda mais consistentes, alimentando os grandes aeroportos – hubs da companhia – possibilitando aos nossos Clientes se conectar aos quatro cantos do país” afirma David Neeleman, presidente Executivo da Azul e do Conselho da holding Azul Trip S. A.

A frota inicial de oito ATR 72-200 foi arrendada pela companhia provisoriamente para iniciar as operações com este tipo de aeronave. Os voos começaram em 1º de março de 2011, com frequências entre Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, cidades do interior de São Paulo, e logo se expandiram para outras cidades do Brasil.

A série 200 foi substituída pelo novo modelo ATR 72-600, que apresenta a mais alta tecnologia em termos de conforto e segurança operacional. A Azul foi a segunda empresa aérea no mundo e a primeira da América Latina a receber e operar a versão 600 da família ATR 72. A companhia já conta com uma frota de 13 turboélices do novo modelo e deve receber mais 17 ao longo dos próximos quatro anos.

A Azul detém uma frota combinada de 56 aeronaves, entre jatos Embraer 190/195 e turboélices ATR 72-600, os quais conferem a companhia o título de empresa aérea com a frota mais jovem da aviação brasileira, com uma media de 1,9 anos de idade.

O crescimento da aviação regional no Brasil tornou favorável a expansão dos turboélices da ATR, cujas aeronaves são perfeitas para utilização em rotas com menos de 700 km de distância, uma vez que suas operações conferem um baixo custo de manutenção – cerca de 45% a menos do que as demais aeronaves em operação no País. Além disso, seu baixo consumo de combustível gera até 50% menos CO2 que outros aviões regionais, o que contribuiu para a escolha do modelo pela Azul.



Fonte KAVOK

Novos Boeings 777 da TAM trazem novidades voltadas ao conforto e ao entretenimento

















A TAM recebe quatro novas aeronaves Boeing 777-300ERs até o final do ano, todas com nova decoração no interior e também com novas opções de entretenimento e mais conforto aos passageiros.

A TAM Linhas Aéreas recebe até o fim deste ano quatro novos Boeings 777. Mais modernas, as novas aeronaves apresentam um novo design interior desenvolvido com exclusividade pelo escritório inglês Priestmangoode. Com o conceito “From Home to Home”, que quer dizer “de casa para casa”, a proposta pretende fazer com que o passageiro, mesmo saindo da sua residência, continue em um ambiente que remete ao seu lar, privilegiando o conforto e o bem-estar.









“Queremos oferecer aos nossos clientes de voos internacionais, que geralmente passam por longos trajetos, uma experiência de viagem aconchegante e humana, que privilegie a qualidade do serviço prestado”, explica Ricardo Cruz, gerente de Marca da TAM Linhas Aéreas.
A Primeira Classe da nova aeronave apresenta a ideia de sala de estar. O ambiente é personalizado com o nome do passageiro no controle do sistema de entretenimento, proporcionando mais privacidade e interação com as novas facilidades no manuseio do assento, TV e iluminação. Além da nova poltrona, que se transforma em uma cama, há um sofá, closets individuais, luminária, mesa de refeição, almofadas, o exclusivo serviço Nespresso e uma biblioteca com livros, edições do guia de viagem internacional Wallpaper e revistas de interesse geral. Tudo com novos acabamentos em tecidos mais leves e de visualização agradável, para deixar o passageiro com a sensação de estar à vontade como em sua casa.



Os clientes também encontram outras novidades nas demais classes. Entre os destaques estão os assentos com distância maiores entre si, também conhecidos como TAM Espaço +, que passam a contar com mais unidades à disposição. Já aqueles que optam pela Classe Econômica têm a oportunidade de conferir as novas poltronas, que receberam acabamento diferenciado com três novas de cores – verde, vermelho e azul – para criar um ambiente especialmente voltado ao bem-estar do passageiro.
Além dessas particularidades, todos podem conferir o design dos banheiros que passam a apresentar um piso que remete ao calçadão carioca de Copacabana. Outro destaque é o serviço de entretenimento de bordo, que foi totalmente remodelado. No novo sistema, os clientes podem escolher entre filmes de diversos gêneros, com informações detalhadas e opção de assisti-los com legendas ou dublados, aplicativos TAM Tips (com diários e dicas de viagens especialmente postados pelos clientes que utilizam os serviços da companhia aérea), chamadas telefônicas entre os assentos da Classe Executiva (serviço exclusivo), eReader (com conteúdo de revistas brasileiras semanais de grande circulação), compra de produtos do Duty Free a preços especiais, músicas, seriados de TV e jogos. Por meio de um conteúdo exclusivo, as crianças também podem se divertir com os personagens do TAM Kids durante o voo.

Com capacidade para até 368 passageiros, os Boeings 777 que apresentam o novo conceito começam a operar em rotas internacionais.



Lufthansa e Air France pretendem voar com o A380 para o Brasil a partir de 2014
















O presidente mundial da Lufthansa, Carsten Spohr, disse que já a partir de 2013, a companhia aérea alemã deve iniciar as operações com os novos Boeing 747-8 Intercontinental, com capacidade para 362 passageiros, e aguarda as melhorias na infra estrutura aeroportuária do Brasil para começar a operar com os novos A380.

A intenção de operar aeronaves A380 no Brasil vem desde 2011, quando a Emirates Airlines demonstrou interesse, mas não tem data definida para seus voos com o gigante da Airbus.


Fonte: CAVOK

SP: reunião avalia acidente no aeroporto de Viracopos em Campinas (SP)

Avião cai no interior de SP e deixa dois feridos

Você tem coragem de andar em um avião feito em casa?