.

.

28 de jul de 2012

Aeroportos do Brasil crescem 7,9% no 1º Semestre com Galeão a bater a concorrência e subir a nº 2

O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, foi o que mais cresceu em número absoluto de embarques e desembarques de passageiros no primeiro semestre entre os 66 com dados publicados pela Infraero, ao somar mais 1,457 milhões que há um ano, mas sem ameaçar a liderança de Guarulhos, São Paulo, que teve um aumento de 1,239 milhões.

De acordo com os dados publicados pela Infraero, os 66 aeroportos brasileiros somaram 93 milhões de passageiros no primeiro semestre deste ano, mais 6,8 milhões ou mais 7,9% que no período homólogo de 2011, e tanto o Galeão como Guarulhos tiveram crescimentos mais fortes.
Portal 12Horas.Aérea News Aviation: Aeroportos do Brasil crescem 7,9% no 1º Semestre com Galeão a bater a concorrência e subir a nº 2
Ah, Eu não sabia que não podia copiar... Aviso: É proibido copiar os artigos deste Site.
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike


No Galeão, o movimento de passageiros cresceu mais 12,9 pontos que a média do conjunto dos aeroportos brasileiros, em 20,8%, para 8,45 milhões, e em Guarulhos o crescimento foi de 8,6%, 0,7 pontos mais forte que a média, para 15,6 milhões.
Desta forma, Guarulhos manteve-se destacado na liderança, concentrando 16,8% do movimento de passageiros em aeroportos brasileiros, mas há um novo nº 2, o Galeão, com 9,1% do tráfego (8,1% há um ano), que ultrapassou Congonhas, segundo aeroporto de São Paulo, e Brasília, capital federal.
Congonhas, apesar de no mês de Junho ter registado o segundo maior crescimento em valor absoluto, no semestre tem uma queda de 0,9% ou 75,5 mil passageiros, para 8,058 milhões (8,7% do total da Infraero), e Brasília tem um crescimento nos primeiros seis meses 4,5 pontos mais forte que a média, em 3,4% ou 258,9 mil passageiros, para 7,774 milhões.
Confins, em Belo Horizonte, com um aumento de 774,9 mil passageiros e uma taxa de crescimento de 17,9%, 9,9 pontos mais forte que a média, para 5,1 milhões segurou, por margem confortável a 5ª posição, resistindo ao avanço de Campinas, estado de São Paulo, que saltou de 9º para 6º maior aeroporto do Brasil, com 4,28 milhões de passageiros, mais 779,5 mil que há um ano e uma taxa de crescimento 14,3 pontos mais forte que a média, em 22,2%.
Campinas ultrapassou Salvador, que teve a maior queda de passageiros do semestre, em 282,8 mil passageiros (-6,6%, para 4,029 milhões), o que o fez baixar de 6º maior aeroporto no primeiro semestre de 2011 para 9º este ano, com 4,3% do total de passageiros dos aeroportos brasileiros, menos 0,7 pontos que em 2011.
Depois de Campinas vêm Santos-Dumont, com 4,262 milhões de passageiros (+4,6% ou mais 186,2 mil), Porto Alegre, com 4,044 milhões (+10,6% u mais 386,8 mil), e Curitiba, que fecha o Top10, com 3,33 milhões (+0,8% ou mais 26,7 mil).
Nos maiores crescimentos em valor absoluto, depois do Galeão, de Guarulhos e de Campinas, vêm Confins, Porto Alegre, Brasília, Vitória, com mais 215,5 mil (+14,3%, para 1,726 milhões), Santos-Dumont, Belém, Pará, com mais 172 mil (+12,4%, para 1,56 milhões), e Aracajú, Sergipe, com mais 142,4 mil (+27,7%, para 656,27 mil).
A liderança do Galeão em crescimento deve-se, em grande medida, ao aumento de 364,5 mil passageiros de voos internacionais, para 2,155 milhões (23% do total de passageiros de voos internacionais, +2,7 pontos que há um ano), com uma taxa de crescimento 13,9 pontos superior à média, em 13,9 pontos.
Porto Alegre, onde a TAP foi pioneira em voos directos para a Europa, teve o segundo maior aumento em voos internacionais, com mais 133,5 mil que há um ano e uma taxa de crescimento 49,8 pontos superior à média, de 56,3%, para 370,6 mil passageiros.
Seguiu-se Confins, com mais 48,3 mil passageiros e uma taxa de crescimento superior à média em 19,6 pontos, de 26,1%, para 233,2 mil, e Guarulhos, que é também em voos internacionais é o maior aeroporto brasileiro, mas que no semestre teve um aumento de apenas 0,7% ou 38,2 mil passageiros, para 5,566 milhões.
Brasília teve o 5º maior aumento absoluto de passageiros de voos internacionais, com mais 30,3 mil e uma taxa de crescimento 11,5 pontos superior à média, de 18%, para 199,2 mil.
As maiores quedas em número absoluto de passageiros de voos internacionais foram em Salvador, Bahia, com menos 35,5 mil (-18,4%, para 156,95 mil), Recife, Pernambuco, com menos quase 20 mil (-17,3%, para 95,46 mil), Fortaleza, com menos 12,8 mil (-12,3%, para 91,5 mil), Campinas, São Paulo, com menos 10,2 mil (-20,4%, para 39,7 mil), Maceió, Alagoas, com menos 3,3 mil (-38,6%, para 5,2 mil), e Natal, Rio Grande do Norte, com menos 1,4 mil (-2,5%, para 53,7 mil).
No Aeroporto de Lisboa, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, as ligações com o Brasil tiveram um aumento do número de passageiros em 29,5 mil (+4,4%, para 703,77 mil), com crescimentos nas rotas de Fortaleza (+5,1% ou mais 3,5 mil, para 71,68 mil), Recife (+2,5% ou mais 1,7 mil, para 70,8 mil), Brasília (+1,6% ou mais 1,1 mil, para 71,09 mil) e Belo Horizonte (+0,5% ou mais 0,3 mil, para 62,1 mil), e decréscimos em Salvador (-3,4% ou menos 2,3 mil, para 66,4 mil), Rio de Janeiro (-3,2% ou menos 4,06 mil, para 123,8 mil) e São Paulo (-2,8% ou menos 3,8 mil, para 132,4 mil).
Os dados do Aeroporto de Lisboa não especificam as rotas de Natal, Campinas e Porto Alegre, por não se incluírem entre as 40 maiores origens/destinos no mês de Junho, mas pelos dados disponíveis é possível estimar que em conjunto somaram 105,4 mil passageiros, em alta de 45,8% ou 33 mil face ao primeiro semestre de 2011, que se deve à introdução dos voos da TAP para Porto Alegre.
Os dados da Infraero relativos ao movimento de voos domésticos no primeiro semestre, que somaram 83,64 milhões, mais 8,1% ou mais 6,27 milhões que há um ano, Guarulhos teve o maior aumento em valor absoluto, com mais 1,2 milhões (+13,6%, para 10,04 milhões), seguido pelo Galeão, com mais 1,09 milhões (+21%, para 6,29 milhões), Campinas, com mais 789,6 mil (+22,9%, para 4,3 milhões, Confins, com mais 726,6 mil (+17,5%, para 4,88 milhões), e Porto Alegre, com mais 253,3 mil (+7,4%, para 3,67 milhões).
Guarulhos reforçou a liderança em voos domésticos, ao somar mais 0,6 pontos de quota de mercado, subindo para 12%, à frente de Congonhas, que com uma queda de 0,9%, para 8,058 milhões de passageiros, baixou 0,9 pontos, para 9,6%, Brasília, que baixou 0,4 pontos, para 9,1%, Galeão, que subiu 0,8 pontos, para 7,5%, e Confins, que subiu 0,5 pontos, para 5,8%.
Em relação ao Top10 do primeiro semestre de 2011, as principais alterações foram a subida de Santos-Dumont (+4,6% ou mais 186,2 mil, para 4,26 milhões) à 6ª posição e Campinas (+22,9% ou mais 789,6 mil, para 4,24 milhões) à 7ª, com Salvador (-6% ou menos 247,3 mil, para 3,87 milhões) a descer da 6ª para a 8ª.
Porto Alegre, com 3,67 milhões de passageiros (+7,4% ou mais 253,3 mil), manteve-se o 9º maior em tráfego de voos domésticos, e Curitiba manteve a 10ª posição, com 3,27 milhões (+0,6% ou mais 21,1 mil).



Nenhum comentário:

Postar um comentário