.

.

14 de ago de 2012

LABACE: Embraer acrescenta funcionalidade HALTO ao Legacy 650
































O Legacy 650 foi certificado para High Altitude Landing and Takeoff Operation (HALTO – Pouso e decolagem em grande altitude) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no Brasil, o que abre um envelope operacional maior para a aeronave executiva da categoria large. Certificações da European Aviation Safety Agency (EASA) na Europa e da Federal Aviation Administration (FAA) nos Estados Unidos são esperadas em breve.

“Esta certificação sucede à certificação HALTO para o ultra-large Lineage 1000 em março e significa que todos os nossos maiores jatos executivos podem agora operar nos aeroportos mais altos do mundo”, disse Luciano Castro, Diretor de Programas da Embraer – Aviação Executiva. “Isto proporciona um ganho de flexibilidade para nossos operadores.”

A nova certificação HALTO aumenta a flexibilidade operacional do Legacy 650. (Foto: Embraer)
A certificação HALTO permite que o Legacy 650 acesse aeroportos de grande altitude em todo o mundo, como na Argentina, Colômbia, Equador, Bolívia, Peru, China, Índia, Nepal e Estados Unidos. O Legacy 650 poderá agora atender aeroportos localizados em altitudes de até 13.800 pés, o que inclui La Paz, na Bolívia, a 13.357 pés e Shangri-la, na China, a 10.761 pés. A certificação HALTO é oferecida como uma opção. A outra aeronave com certificação HALTO concedida pela ANAC e pela FAA é o Legacy 600. A EASA deve certificar o Legacy 600 para HALTO logo depois de dar a aprovação para o Legacy 650.

O Legacy 650, que pode acomodar até 14 passageiros, entrou em operação no final de 2010. Com alcance de 3.900 milhas náuticas (7.223 quilômetros), possibilita voos sem escala em distâncias como de São Paulo a Lisboa, Londres a Delhi ou Sydney a Hong Kong, transportando quatro passageiros sob condições NBAA IFR.

Fonte  Cavok

Nenhum comentário:

Postar um comentário