.

.

29 de jun de 2012

Licitação de ampliação do Aeroporto dos Amarais recebe sete propostas

 
Menor valor proposto para execução das obras foi de R$ 7.729.958,05.

Empresas têm 5 dias para entrar com recurso sobre análise da comissão. 
 
 
 
O governo do Estado de São Paulo divulgou os nomes das empresas que apresentaram as melhores propostas para executarem a a obra de ampliação do Aeroporto Campo dos Amarais, em Campinas (SP). O valor máximo definido pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) para a licitação foi R$ 9 milhões. A participante que apresentou menor valor foi a Equipav Engenharia, com proposta de R$ 7.729.958,05. Em segundo lugar ficou a Construtora Estrutural, com proposta de R$ 7.996.908,97, e em terceiro a Construtora Planalto (Coplan), com valor de R$ 8.801.319,68. 
Também participaram do pregão outras quatro empresas: a Araguaia Engenharia, Projeção Paulista Engenharia Paulista de Obras, Construtora Estrutural, Ellenco Construções Engenharia e Galvani Engenharia. A abertura dos envelopes foi realizada na segunda-feira (25), quando as sete empresas apresentaram interesse em executar as obras. A Araguaia Engenharia e a Projeção Paulista Engenharia Paulista de Obras, foram consideradas inabilitadas para participar da concorrência porque deixaram de comprovar a executação de parte dos itens propostos pelo Daesp. 
No projeto estão itens que visam melhorar as etapas de voos e performance dos jatos executivos, como a ampliação da pista de pouso e de táxi paralela, do pátio de aeronaves, além de via de acesso aos hangares. O aeroporto é administrado pelo Daesp e opera com viação executiva. Nos cinco primeiros meses deste ano foi registrado movimento de 17 mil voos e 9,8 mil passageiros. No ano passado, foram 45,7 mil operações, além de 20,6 mil embarques e desembarques. 
Os dados das concorrentes da licitação foram publicados no Diário Oficial do estado na edição de quinta-feira (28). De acordo com o Daesp, as três primeiras empresas têm prazo de cinco dias úteis a partir da publicação para entrarem com recurso em relação ao julgamento da comissão julgadora da concorrência. A previsão é que as obras durem sete meses a partir da assinatura do contrato com a empresa vencedora. A licitação da ampliação do Campo dos Amarais foi aberta no dia 23 de maio
Projeto 
O projeto prevê a ampliação da pista de pouso de 1,2 quilômetro por 30 metros para 1.650 quilômetro por 30 metros, ampliação do pátio de aeronaves de 4.480 m² para 10.160 m² e alargamento das pistas de rolamento de 10 metros para 16 metros. O aeroporto também terá ampliação da pista de táxi paralela em 450 metros, ampliação da via de acesso aos hangares, construção das vias de serviço para veículos operacionais, ampliação da iluminação do pátio e balizamento noturno, além da implantação de infraestrutura para novos hangares. 
Além da ampliação do Campo dos Amarais, o governo do Estado de São Paulo também estuda um modelo de concessão dos 31 aeroportos administrados pelo Daesp. A concessão se dará através de Parceria Público Privada (PPP). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário