.

.

25 de abr de 2012

FAB relembra participação na 2ª Guerra e celebra Dia da Aviação de Caça

















A Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, foi palco das comemorações alusivas ao Dia da Caça, promovidas pelo 1° Grupo de Aviação de Caça (1° GAVCA). A cerimônia, realizada no domingo (22/04), contou com a participação do Ministro da Defesa, Celso Amorim, e do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, além de aficionados pela Aviação de Caça. Marcado como o "Dia D" da Aviação Brasileira, 22 de abril é a data em que a Força Aérea relembra a campanha dos pilotos brasileiros na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.
Na solenidade, salva de tiros, imposiçao de coroa de flores, sobrevoo de caças e hasteamento da flâmula do Grupo de Caça remetiam aos heróis que representaram o Brasil na luta contra o nazismo, particularmente o então Tenente-Coronel Nero Moura, comandante da únidaà época do conflito.
O evento também homenageou militares da Aviação de Caça. Dentre os agraciados, estava o Tenente-Coronel Marco Antonio Fazio, Comandante do 1°GAVCA, que recebeu a Medalha Mérito Operacional Nero Moura e ressaltou o orgulho em estar ocupando hoje o cargo que antes foi de Nero Moura. "Ser agraciado com esta medalha é uma honra. É um legado de probidez, honradez é um privilégio ostentar isso no meu peito", afirmou.
O Major-Brigadeiro do Ar Rui Moreira Lima, também presente na cerimônia, comentou que sua atuação corajosa tanto na Segunda Guerra quanto na própria Força Aérea foi influência de seu pai. "O que eu fiz foi defender a minha Pátria, que é obrigação não só do soldado, é de todos", citando elementos que hoje são o legado dos novos "caçadores" da Força Aérea.
O Ministro Celso Amorim destacou a importância estratégica da Caça na defesa do país. "A Aviação de Caça é absolutamente fundamental na defesa do país. É muito importante modernizar o equipamento que temos como adquirir novo equipamento, acompanhado de grande transferência de tecnologia, capacidade de produção no próprio país", disse o ministro,  ao mensionar a compra de novas aeronaves e a modernização do caça AMX.
HOMENAGEM - Em seu discurso, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, lembrou o empresário Fernando de Arruda Botelho e a importância de seu trabalho junto à memória da aviação brasileira. "Era um mecenas da aviação. Quis o destino que ele partisse no mês em que a aviação de Caça Brasileira comemora a sua data mais importante. Abril é o mês do heroísmo, é a data de lembrar e homenagear um homem que dedicou a vida à Aviação Brasileira".


Nenhum comentário:

Postar um comentário