.

.

27 de fev de 2012

LAN adota novo sistema de navegação contra alta de combustível

LIMA (Reuters) - Afetada pelos custos mais elevados de combustíveis, a LAN realizou nesta quinta-feira o primeiro voo na América Latina que utiliza um sistema de navegação do pouso à decolagem que, segundo a companhia, economizará tempo e dinheiro, além de reduzir a poluição.

A LAN disse que o sistema denominado Required Navigation Performance, desenvolvido pela General Eletric, vai cortar 19 milhas (31 quilômetros), 6,3 minutos, 67,5 galões de combustível e cerca de 645 quilos de emissões de carbono de cada voo da sua popular rota entre Cusco e Lima, no Peru.

Embora os componentes da tecnologia estejam em toda parte desde meados da década de 1990 e sejam usados em pousos em alguns aeroportos pelo mundo, a GE disse que o voo desta quinta-feira não foi usual porque a tecnologia via satélite foi usada ao longo de toda a viagem.

O Required Navigation Performance e seu parente para navegação de área (RNAV, na sigla em inglês), fazem parte de um quadro mais amplo, denominado Performance-based Navigation (PBN).

Reguladores nos Estados Unidos e na Europa começaram a adotar o PBN, mas a implementação dele em todos os aeroportos em mercados saturados é complexa, diz especialistas do setor.

Sediada no Chile, a LAN deve fundir-se em breve com a maior companhia aérea do Brasil, a TAM, para tornar-se uma das maiores transportadoras aéreas do mundo. O acordo multibilionário em dólares recebeu aprovação com condicionantes regulatórias e é esperada votação pelos acionistas da TAM no próximo mês.

(Por Terry Wade, com reportagem adicional de Alejandro Lifschitz em Buenos Aires)

Nenhum comentário:

Postar um comentário