.

.

27 de fev de 2012

Empresas aéreas começam a vender passagens no metrô e na rodoviária

Em busca de passageiros da nova classe média, as principais companhias aéreas do país estão espalhando lojas em locais de grande movimento como rodoviárias e estações de metrô

 

 

A volta para casa foi interrompida pela curiosidade. Dentro do metrô, o porteiro Ronaldo Rodrigues deu de cara com um quiosque que vende passagens aéreas.
                                                        
“Você sai do serviço, igual eu saí do serviço, vim, estou saindo de férias agora mês que vem já estou aproveitando a passagem e a promoção”, fala.

Segundo a Gol, a nova classe média já representa 40% dos passageiros da empresa. Para ampliar as vendas nesse segmento, a companhia instalou, este mês, quiosques em três estações de metrô em São Paulo.

A procura é grande tanto que as pessoas já formam fila e aguardam pacientemente pelo atendimento. Só em um quiosque são vendidas cem passagens por dia.

“O nosso objetivo é estar onde a nova classe média está e depois de muito aprendizado a gente descobriu que nada melhor do que estar onde ela está passando. O metrô é esse exemplo”, explica o vice-presidente de mercado da Gol Linhas Aéreas, Cláudia Pagnano.

A Tam também aposta na nova classe média, que já representa 53% da população do país, ou 101 milhões de pessoas.

A companhia começou a vender passagens de avião quase na porta dos ônibus, dentro da rodoviária de São José dos Campos, no interior de São Paulo.

As vendas são feitas no guichê de uma empresa de ônibus que firmou parceria com a companhia aérea.

“A gente pretende expandir pra todas as rodoviárias operadas pela empresa que a gente tem acordo hoje e também para outras empresas e para outros estados do Brasil. Não só na parte de São Paulo, mas também pro sul, pro Paraná, pra parte Nordeste também”, conta o gerente de mercado da Tam, Rodrigo Trevisan.

Outras companhias, menores, já adotam estratégias para conquistar os consumidores da nova classe média, como vendas em lojas de departamento.

Com tanta opção, a quantidade de brasileiros que viajam de avião já se igualou ao número de passageiros que vão de ônibus interestadual.

“Sou de Vitória do Espírito Santo, o preço da passagem de ônibus leito é mais de R$ 150. Agora estou indo para Vitória que vou pro aeroporto de Guarulhos eu paguei na passagem R$ 60 e poucos”, fala a estudante Flávia Trindade.

O preço fez o porteiro Ronaldo comprar passagem para passar férias, em Teresina. “É a primeira vez, nunca vi avião de perto! Primeira vez que estou indo. Estou levando até maquina fotográfica para tirar foto dentro do avião”, fala o porteiro.

 Fonte Rede Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário