.

.

5 de out de 2011

Taurus G4 vence desafio de aeronaves elétricas da Nasa e do Google


















Uma susidiária americana de uma empresa eslovena ganhou um incentivo de US$ 1,35 milhão da Nasa, a agência espacial dos EUA, e do Google, pelo desenvolvimento de um avião elétrico, o Taurus G4 da Pipistrel.
O desafio proposto pela Nasa era criar uma aeronave com alta eficiência energética, capaz de voar 320 km utilizando energia equivalente a 3,8 litros de combustível por passageiro. O Pipistrel Taurus G4 superou a meta e conseguiu percorrer o trajeto gastando o equivalente a pouco menos de 2 litros de combustível.
A equipe vencedora foi uma das 14 inscritas no desafio da Nasa e do Google, que começou há 2 anos. No total, os concorrentes investiram cerca de US$ 4 milhões no desenvolvimento de novas tecnologias verdes, segundo a agência americana. Apenas três das aeronaves inscritas, no entanto, conseguiram decolar no dia do teste final, no aeroporto Charles M Schulz, em Sonoma, na Califórnia.
“Há dois anos, voar 320 km a 160 km/h em um avião elétrico era coisa de ficção científica”, afirmou o líder da equipe de desenvolvimento da Pipistrel nos EUA, Jack Langelaan. “Agora, estamos de olho no futuro da aviação elétrica”.
O segundo prêmio, de US$ 120 mil, foi para a equipe eGenius, da Califórnia.

Fonte: G1, via Hangar do Vinna

Nenhum comentário:

Postar um comentário