.

.

9 de ago de 2012

Boeing e NASA realizam com sucesso primeiro voo do demonstrador X-48C BWB

A aeronave não tripulada de pesquisa X-48C Blended Wing Body (BWB) decolou para seu primeiro voo, enquanto a Boeing dá mais um passo em frente na exploração de conceitos revolucionários que um dia poderão oferecer maiores avanços em voo. Veja a seguir um vídeo do primeiro voo.



O avião pilotado remotamente X-48C decolou às 7:56hs horário local, no dia 7 de agosto, a partir do Centro de Pesquisas de Voo Dryden da NASA, na Base Aérea de Edwards, Califórnia. A aeronave subiu a uma altitude de 5.500 pés antes de pousar 9 minutos mais tarde.















O X-48C é um modelo em escala de um veículo de carga pesada, subsônico, que abandona o projeto do avião convencional em formato de tubo e asa em favor de uma aeronave triangular que efetivamente funde a asa ao corpo da aeronave. A Boeing e a NASA acreditam que o conceito BWB oferece um potencial a longo prazo da eficiência significativamente maior de combustível e redução de ruído.



















Com uma envergadura de 21 pés e um peso de 500 libras, o X-48C é uma versão modificada da aeronave X-48B, que voou 92 vezes no centro Dryden da NASA entre 2007 e 2010. O X-48C está configurado com dois motores turbojato de 89 libras de empuxo, ao invés de três motores de 50 libras de empuxo sobre o modelo -B, e os winglets nas pontas das asas foram realocados mais para dentro ao lado dos motores do modelo -C, efetivamente transformando-os em caudas gêmeas. A fuselagem traseira também foi estendida cerca de 2 metros para trás. O veículo tem uma velocidade estimada superior de cerca de 140 quilômetros por hora e pode voar numa altitude máxima de 10.000 pés.
O programa de teste de voo do X-48B provou que uma aeronave BWB pode ser controlada de forma tão eficaz como uma aeronave convencional no formato tubo-e-asa durante pousos e decolagens, bem como em outros segmentos de voo em regime de baixa velocidade. “Com o X-48C, iremos avaliar o impacto dos conceitos de proteção de ruído nas características de voo de baixa velocidade”, disse Bob Liebeck, um gerente técnico da empresa no programa BWB.
O X-48C é um modelo em escala 8,5 por cento de uma aeronave com uma envergadura de 240 pés que possivelmente poderia ser desenvolvida nos próximos 15 a 20 anos para aplicações militares, como em missões de reabastecimento aéreo e missões de carga. A equipe do projeto X-48C consiste da Boeing, NASA, Cranfield Aeropace, e do Laboratório de Pesquisas da Força Aérea dos EUA (AFRL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário