.

.

8 de set de 2011

KLM realiza o primeiro voo com um Fokker 70 abastecido com biocombustível

No último dia 31 de agosto marcou os 100 anos da data em que Anthony Fokker levou ao ar sua aeronave Spider. Uma série de eventos foram organizados para marcar a ocasião. Um deles foi um sobrevoo sobre a cidade de Haarlem de diversas aeronaves históricas da Fokker. Após esses 100 anos, mais um passo na história da fabricante holandesa está ocorrendo, quando a Fokker Technologies e a KLM demonstrou pela primeira vez um voo de uma aeronave Fokker 70 da KLM Cityhopper abastecida com uma mistura de biocombustíveis.
Exatamente cem anos atrás, no dia 31 de agosto de 1911, Anthony Fokker, então com 21 anos, voou em seu avião Spider em torno da Igreja St. Bavo, na cidade holandesa de Haarlem. Ele ganhou fama instantânea por toda a Holanda. Isto marcou o início de uma carreira de sucesso como um fabricante de aeronaves. Na década de 1920, a Fokker foi a maior fabricante de aeronaves do mundo, com fábricas na Holanda e nos Estados Unidos. Há ainda mais de 600 aeronaves Fokkers voando hoje. O nome Fokker (agora Fokker Technologies) permanece vivo como uma empresa especialista em manutenção, sistemas, fornecedor e fabricante de componentes para a indústria aérea.
A KLM destaca que o biocombustível é uma realidade e uma alternativa limpa ao tradicional querosene. A KLM vem trabalhando no desenvolvimento de combustíveis sustentáveis desde 2007. O grupo AIR FRANCE/KLM também lidera a indústria do uso eficiente de combustível. Por seis anos consecutivos, a AIR FRANCE/KLM é líder do setor no Índice de Sustentabilidade DowJones.
Um total de 48 aeronaves F70s foram construídas, das quais 26 são operadas pela KLM cityhopper. Isso faz com que a KLM cityhopper seja a maior operadora de Fokker no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário