.

.

29 de ago de 2011

AQUECIDA A DEMANDA PELOS REGIONAIS


Estudo recente da Flight International mostra que apesar das crises o mercado para aviões comerciais entre 76 e 130 assentos tende a crescer até 2019. A mesma análise indica que esse mercado será principalmente dividido entre a Embraer e a Bombardier, ficando a primeira com 43% das encomendas pelo número de aeronaves entregues e com 41,4% dos contratos pelo valor total. Já sua rival canadense terá 33% das vendas pelo numero de aeronaves e 38,3% dos contratos pelo valor agregado. Embora a preferência continue nos jatos, há mercado crescente para aviões turbo-hélice de última geração, setor dominado pela canadense Bombardier e pela européia ATR

Fonte: Aerobusiness

Nenhum comentário:

Postar um comentário