.

.

25 de ago de 2011

Anac vai solicitar cassação de brevês dos pilotos do Legacy

Beatriz Merched, iG Rio de Janeiro | 25/08/2011 12:35

 Agência também solicitará que pilotos sejam proibidos de voar em espaço aéreo brasileiro

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai solicitar à Administração Federal de Aeroportos dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) a cassação dos brevês dos pilotos norte-americanos do jato executivo Embraer Legacy 600. Joseph Lepore e Jan Paul Paladino são acusados de terem causado o acidente com o Boeing 737-800 da Gol em 2006.
A Anac também solicitará à FAA e ao Comando da Aeronáutica (Comaer) que os pilotos sejam proibidos de voar em espaço aéreo brasileiro.

Essas duas medidas foram definidas nesta quinta-feira (25) após o julgamento do processo administrativo movido pela Anac, na sede da agência reguladora no Rio de Janeiro.

O julgamento ocorreu em segunda instância. Também foram mantidas as punições: multa no valor de R$ 3,5 mil aos pilotos e de R$ 7 mil à empresa de táxi aéreo ExcelAire, dona do jato envolvido no acidente.

Em abril, na primeira fase do processo, a agência manteve os três autos de infração emitidos: dois contra Lepore e tripulação (incluindo Paladino), e outro para a empresa. As quantias já foram pagas pelos réus.

O acidente com o voo 1907 ocorreu no dia 29 de setembro de 2006, no espaço aéreo de Mato Grosso. O avião da Gol fazia a rota entre Manaus e Brasília. O jato Legacy vinha na direção oposta.

Os destroços do avião da Gol foram encontrados um dia após a tragédia, numa área de floresta amazônica na Serra do Cachimbo, localizada no norte do Estado. Todas as 154 pessoas a bordo morreram. Os pilotos do jato conseguiram pousar com segurança em uma base aérea no Pará.

*com informações das agências Brasil e Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário