.

.

21 de jul de 2011

EMBRAER EMB120 BRASILIA



 

O Embraer EMB-120 Brasília é um avião turbohélice bimotor pressurizado de alta-performance, desenvolvido pela fabricante brasileira Embraer.



Com capacidade para trinta passageiros, foi um avião largamente adotado por companhias aéreas regionais norte-americanas e européias, que adquiriram o tipo principalmente nas décadas de 80 e 90.



O Brasilia está equipado com motores Pratt & Whitney dotados de hélices quadripás da marca Hamilton, tem velocidade máxima de cruzeiro de 583 km/h e alcance de 1.482 km.

Após os bons resultados obtidos com o Bandeirante, a Embraer lançou em abril de 1980 o projeto do Brasília, que logo alcançou uma carteira de pedidos com mais de 100 unidades, garantindo o sucesso do avião.



Seu primeiro vôo foi em 27 de julho de 1983, entrando em serviço em outubro de 1985, pela empresa norte americana ASA - Atlantic Southeast Airlines.



Na metade da década de 90, a Embraer submeteu às autoridades aeronáuticas brasileiras, norte-americana e europeia um novo Plano de Manutenção Programada do EMB-120 Brasília, visando uma significativa redução de aproximadamente 10% no custo operacional do equipamento turbohélice, com intervalos maiores entre revisões. Isto tornou este avião quase tão competitivo quanto o consagrado turbohélice regional ATR-42 Aerospatiale, seu principal concorrente .



Nessa mesma época, uma nova versão "Quick Change" do EMB-120 Brasília foi lançada, adaptada para transporte de passageiros e para transporte de carga, aumentando assim a produtividade do equipamento.



Mais de 350 unidades de EMB-120 Brasília estão voando no mundo inteiro, comprovando assim as boas características deste turbohélice regional para transporte de passageiros.



O modelo ainda se encontra em fabricação, porém sem pedidos em carteira.

 No Brasil



O avião voou no Brasil pelas asas da Rio Sul, Meta, Rico, Air Minas, Passaredo, Interbrasil STAR, OceanAir, Pantanal, Nordeste, Penta, TAVAJ, KMW Táxi Aéreo, America Air e FAB. A própria fabricante Embraer usa um Brasília, número de série 120323, de matrícula PT-SXP, para transportar funcionários entre as fábricas de São José dos Campos (matriz), Gavião Peixoto e Botucatu, numa operação "shuttle". O Brasilia 120313 de matrícula PP-PSC já foi usado como shuttle pela Embraer também (hoje opera na FAB sob o registro FAB2020). Esporádicamente o Shuttle também é usado em transporte da Diretoria ou convidados da empresa.



Operador Brasileiro



O Embraer EMB 120 Brasília no Brasil é utilizado pela Passaredo Transportes Aéreos.[1], Air Minas e pela Sete Linhas Aéreas e pela TRIP Linas Aéreas (a NHT linhas aéreas receberá 02 E120 até novembro de 2011)


Companhia        Quantidade

Passaredo Transportes Aéreos   05

Air Minas    06

Sete Linhas Aéreas   01

Trip Linhas Aéreas    03

META    02

TOTAL   14



Ficha técnica

    Motorização (potência): 2 x Pratt & Whitney PW118B (1.800 shp);

    Velocidade máxima: 583 km/h;

    Velocidade long-range: 482 km/h;

    Razão de subida inicial: 2.300 pés por minuto;

    Capacidade: 30 passageiros;

    Média ponderada de consumo de combustível (Descolagem, subida, cruzeiro e descida) : 0,07 Litro por assento/km voado;

    Alcance máximo (MTOW): 1.482 quilômetros (Reserva 45 minutos);

    Teto de serviço: 32.000 pés.



Nenhum comentário:

Postar um comentário