.

.

18 de jul de 2011

ANTONOV An-124-100








FICHA TÉCNICA

O Antonov An-124 Ruslan (nome de código OTAN: Condor) foi durante um longo período o maior avião do mundo, isto antes da chegada do An-225. Atualmente ele é o segundo maior avião cargueiro do mundo, perdendo apenas para o avião já citado. Ele ainda é o maior avião de carga já feito em escala industrial.
Desenvolvido inicialmente como cargueiro militar (para o transporte de tanques, tropas e lançadores de mísseis, entre outra coisas), o primeiro protótipo An-124 voou em 26 de dezembro de 1982. Um segundo protótipo, chamado Ruslan (um herói dos povos russo e soviético), fez sua aparição ocidental no Airshow de Paris em Junho de 1985, anteriormente ao seu primeiro vôo comercial, que ocorreu em janeiro de 1986.
Desde então, o An-124 estabeleceu uma série de recordes. Sua maior conquista foi a mais pesada carga transportada por via aérea, comercialmente: um gerador de 124 toneladas, associado a outros itens alocados no seu interior, com um peso total de carga de 132,4 toneladas, no final de 1993.
Características notáveis incluem o nariz (que, na verdade, é a porta do compartimento de carga de proa), as portas do compartimento de carga de cauda e 24 rodas permitindo operações de pouso em asfalto, terra, grama e neve (desde que preparada para isso).
É o segundo maior avião produzido em massa. Ele perde apenas para o A380 da Airbus. Há mais de quarenta An-124 em serviço na Rússia, Ucrânia, Líbia e Emirados Árabes Unidos, entre outros países. Sua produção foi encerrada há alguns anos. Entretanto, ela será reiniciada e, até 2030, deverão ter sido entregues mais de cem novas unidades desse avião.
Ele também foi o avião com maior volume de carga transportada (1014 metros cúbicos) até a criação do Airbus A300-600 ST Beluga (1400 metros cúbicos). Atualmente, o maior avião de carga em volume transportado é o Dreamlifter da Boeing, com 1840 metros cúbicos. O compartimento de carga dele tem 4,4 metros de altura e 36,5 metros (entre rampas) de comprimento. A rampa de proa (frontal) ainda deixa 2,10 metros utilizáveis e a de popa (traseira), 4 metros e meio. No total, temos 43,1 metros de comprimento. Já as larguras são, em metros, 6,4 na base, 3,996 no teto e 6,8 máxima. Ele também detém o recorde de mais longo vôo feito por um avião! Ele decolou em maio de 1987 e, durante vinte e cinco horas e meia, voou 20.151 quilômetros sem reabastecer. Ele partiu com um peso total de 455 toneladas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário