.

.

21 de set de 2011

Aviação executiva tem 12 mil aeronaves e mil empresas no Brasil

 


Primeiro raio-X do setor aponta que frota tem idade média de 25 anos e realizou 834 mil voos em 2010

A frota da aviação executiva brasileira somou 12.310 unidades no Brasil e fez 834 mil voos em 2010. É o que aponta o primeiro mapeamento do setor no Brasil, divulgado nesta quarta-feira pela (Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag).
O número de aeronaves a serviço da aviação executiva supera de longe as 323 unidades utilizadas pelas 24 companhias de transporte regular de passageiros, carga e mala postal, segundo dados de 2010 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
A aviação executiva também sai na frente na quantidade de empresas brasileiras: existem mil companhias dedicadas à aviação executiva no País, de acordo com a Abag.
Os aviões utilizados na aviação executiva, categoria que inclui voos feitos com jatos particulares, táxi aéreo e fretamentos, são mais velhos do que os das companhias aéreas brasileiras. Eles têm, em média, 25 anos de idade e mais da metade da frota possui entre 20 e 40 anos.
Cerca de 85% da frota brasileira de aviação regular, ou 266 aeronaves, é formada por aeronaves da TAM e Gol, que possuem menos de sete anos de idade.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário