.

.

22 de jul de 2011

EMBRAER ERJ-190










O EMBRAER 190 é um avião a jato com capacidade para 100 passageiros, fabricado no Brasil pela Embraer.
Após o sucesso alcançado pelos jatos regionais ERJ-145, a fabricante brasileira Embraer apostou no desenvolvimento de uma nova família de aeronaves, com capacidade entre 70 e 90 passageiros, ampliado depois para 118 passageiros, com o Embraer 195.

Optou-se por começar o desenvolvimento do zero, o que transformou os E-Jets, como são conhecidos, na primeira família desenvolvida após os Brasília, já que os ERJ são baseados na fuselagem destes.

Após o lançamento do Embraer 170 e do Embraer 175, chegou a vez do Embraer 190. Maior, mais longo e pesado que os irmãos mais velhos, a aeronave voou pela primeira vez em 2004, e foi homologada em agosto de 2005, e no mês seguinte, as primeiras entregas começaram, para a JetBlue, lançadora do tipo, e Air Canada.

Embora seja fabricado no Brasil, somente em 2008, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras se tornou a primeira companhia aérea nacional a utilizar os e-jets.

Em junho de 2008, a FAB encomendou dois Embraer 190 para o serviço de transporte de autoridades da Presidência da República, visando substituir os veteranos Boeing 737-200 FAB VC 96

Em abril de 2011 a holandesa KLM encomendou 05 aeronaves deste modelo, para entrega a partir de 2012.[2]

Os modelos Embraer 170, Embraer 175 e Embraer 195 são seus "irmãos" menores e maiores.

Operador Brasileiro

O Embraer 190 no Brasil é utilizado pela TRIP e pela Azul]
Companhia    Quantidade
Azul       20
Trip Linhas Aéreas          4 + (8 pedidos)
TOTAL   24 + 7 pedidos


Características
Embraer 190 no seu roll-out

É um birreator com fuselagem "double-bouble", quatro assentos por fileira, de dois a dois, concebido para maximizar o conforto dos passageiros.
[editar] Curiosidades

    Sua designação original era ERJ-190 (Embraer Regional Jetliner), mas o fabricante optou pelo nome atual para desvincular a aeronave da aviação regional.

    As aeronaves desta família são conhecidas como E-Jets.

    Os jatos da Embraer são chamados no exterior de Jungle-Jets.
  O formato da turbina desses E-Jets tem o mesmo formato da turbina do Boeing 737 (série 737-300, 737-400, 500 até a série 900).

Concorrentes

A nova família de aviões, os EMBRAER 170/190, tem como alvo o segmento de mercado voltado às companhias aéreas que necessitam de aviões de 70 a 110 passageiros. Nesse sentido, o Embraer 190 é concorrente direto das aeronaves Sukhoi Superjet 100 e Bombardier CRJ-900. Novos concorrentes planejam entrar no mercado, tal como o Mitsubishi Regional Jet MRJ 90.

 Acidente Fatal

O único acidente fatal de uma aeronave Embraer ERJ 190 ocorreu com um modelo da companhia chinesa Henan Airlines, no dia 24 de agosto de 2010. Com 91 passageiros e 5 tripulantes a bordo, a aeronave se incendiou após a aterrissagem, em circustâncias ainda não apuradas. Pelo menos 43 pessoas morreram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário